sábado, 3 de setembro de 2011

DESASSOCIAÇÃO, ALGUMAS CURIOSIDADES.

Se um desassociado morrer, seu corpo pode ser velado no Salão do Reino ou ele pode ter um discurso fúnebre proferido por algum irmão?

"Em geral, a congregação não se envolveria, e o Salão do Reino não seria usado. Se a pessoa já dava evidências de arrependimento e manifestava o desejo de ser readmitida, a consciência de um irmão talvez lhe permita fazer um discurso bíblico na sala de velório ou no cemitério, para dar testemunho a descrentes e confortar os parentes. Antes de tomar essa decisão, porém, seria sensato o irmão consultar o corpo de anciãos e avaliar o que talvez recomendem. Em situações em que não seria prudente esse irmão envolver-se, talvez seja apropriado um irmão, que seja membro da família do falecido, fazer um discurso para confortar os parentes." - Ministério do Reino, agosto/1997.

Orar para um Desassociado é uma atitude correta?

"Visto que ele não está mais na congregação, qualquer mudança de coração e de atitude pode ser observada primeiro pelos achegados a ele, tais como o cônjuge ou os membros da família. Os que observam tal mudança talvez concluam que o transgressor não cometeu um pecado que incorre em morte. Podem sentir-se induzidos a orar para que ele tire força da Palavra inspirada de Deus e que Jeová atue para com o pecador em harmonia com a Sua vontade. — Salmo 44:21; Eclesiastes 12:14.

Ao passo que alguns podem estar em condições de observar evidência suficiente para crer que o pecador se arrependeu, isto pode não se dar com os membros da congregação em geral. Estes ficariam perplexos, perturbados e poderiam até mesmo tropeçar se ouvissem alguém orar em público a respeito do errante. Por este motivo, quem se sente induzido a orar pelo pecador deve fazer isso apenas em particular, deixando que os anciãos da congregação, que estão cuidando do assunto, tomem qualquer atitude adicional."

- A Sentinela,  1/12/2001, página 30-31.

Se um desassociado atender o telefone ou abrir a porta da casa, o irmão poderá falar com ele?

O irmão respeitosamente e educadamente poderá falar algumas palavras, como perguntar por quem ele está procurando ou pedir para falar com outra pessoa. Não estará cometendo um pecado, contudo, ao manter esse pequeno diálogo. - A Sentinela 15/07/1995, página 27.

Se o desassociado for seu ex-cônjuge, você deve permitir que ele veja seus filhos?

"O processo de desassociação da congregação altera apenas a relação espiritual entre o indivíduo e a congregação cristã. De fato, rompe os laços espirituais. Mas a relação entre pais e filhos permanece. A parte que tem a guarda precisa respeitar os direitos de visita do desassociado. No entanto, se este constitui ameaça iminente ou substancial para o bem-estar físico ou emocional dos filhos, então o tribunal (não a parte que tem a guarda) poderá providenciar que os filhos sejam visitados com a supervisão de uma terceira pessoa" - Despertai 08/12/97, página 11-12.

Como a Congregação mostra que está preocupada com os Desassociados do seu território?

"No máximo uma vez por ano, o corpo de anciãos deve verificar se há tais pessoas morando em seu território. Os anciãos considerariam os que foram expulsos há mais de um ano. Segundo as circunstâncias, se for apropriado, eles designarão dois anciãos (de preferência conhecedores da situação) para visitar tal indivíduo. Não se visitará alguém que manifeste uma atitude crítica, perigosa, ou que tenha avisado que não deseja ajuda. — Romanos 16:17, 18; 1 Timóteo 1:20; 2 Timóteo 2:16-18." - A Sentinela, 15/04/1991, página 21-23.


13 comentários:

  1. André,você volta mesmo em setembro,ou vai aguardar mais um pouco?em alguns post,você disse que voltaria em setembro,e até agora nada!não quero te pressionar,quem sou eu para fazer isto,visto que nem publicador eu sou,porém estou consciente da urgências dos tempos e vou procurar fazer as mudanças necessárias.te desejo tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Josemar, eu poderia enviar a carta agora, mas acho que não ia ser aceita. O problema é que eu me mudei de bairro, então tenho que ficar um tempo novamente na "nova" congregação. Estou fazendo planos de enviar minha carta em novembro ou dezembro.

    ResponderExcluir
  3. Gosto do seu blog, mas discordo de algumas coisas, como por exemplo o tratamento dado aos dessasociados em caso de falecimento, tudo o que citastes deixa claro que são apenas arranjos humanos decididos pelos da dianteira, porém a bíblia é clara quando diz q salário pago pelo pecado é a morte, então é sensato pensar q um dessasociado quando morre fica quites com Jeová pelos seus pecados.
    Bom é isso, é só uma opinião. abços

    ResponderExcluir
  4. Seu ponto de vista é interessante. Mas acredito que a questão do discurso é muito mais político, do que religioso. (1) Discursos não é um ritual pros mortos, mas uma possibilidade de pregar para os vivos; (2) Imagine um desassociado conhecido por ser ladrão, estuprador, adúltero, e ainda por cima, apóstata. O discurso não tem o menor sentido para quem não respeitava a vontade de Jeová em vida. (3) Já fui a dois funerais de desassociados fiéis, e nos dois, teve discurso. Então...

    ResponderExcluir
  5. Espero que quando chegar novembro ou dezembro,você não mude de bairro,pois só assim haverá tempo sucifiente de adaptação com a nova congregação,e você possa enviar a sua carta.boa sorte André.

    ResponderExcluir
  6. André,vou te explicar pr que não pego publicações.
    Eu pertenço a uma congregação numa cidade do extremo sul da Bahia.Saí de lá rumo a uma cidada no Maranhão onde a necessidade era maior (nem tanto como suponha Betel),fui recomendado por Betel.
    Cumpri minha designação por 6 meses conforme o combinado, então em vez deu retornar à minha cidade de origem eu vim para Salvador e foi aqui a minha tragédia espiritual.Perdi o zelo pelas coisas espirituais, não ia à reunião não lia a Bíblia etc, etc. Isso foi em 2008.Cometi algumas coisas detestáveis para Jeová entre algumas coisas estava "aquilo".
    Minha consciência não permitiu que eu ficasse oficialmente na org. de Jeová.Aqui em Salvador ninguém sabia que eu era cristão. Mas Jeová sabia dos meus erros e até onde eu sei uma congregação inteira pode sofrer por falta de espírito santo se há na congegação alguém impenitente. Então eu liguei para um, ancião da minha congregação e pedi para que me desassociasse, mesmo estando a mais de 900 km da congregação a que pertenço, e eles fizeram isso após alguns lamentos.Deixei de lados as coisas espirituais em 2008 mas eu pedi pra me desassociar em fevereiro 2010. Mas há muito tempo que eu estou sendo um desassociado fiel, esse foi um dos motivos pelo qual eu voltei às reuniões em junho deste ano aqui em Salvador na congregação Arraial no Arraial do Retiro (cabula). Eu nunca tinha ido nesta congregação, quando eu resolvi contatar uma ancião eu sai na rua perguntei a um homem se ele conhecia um "pastor daquela igreja", ele me mostrou a casa de um irmão ancião, cujo nome é...
    DEsde eñtão não perco reunião e tenho feito mudanças em minha vida para ver se Jeová tem misericórdia de mim. Fiz uma promessa pra mim mesmo já que eu fique 3 anos sem ler a Bíblia eu só volto pra organização depois de ler a Bíblia inteira, eu acordo 4:30 da manhã para ler a Bíblia já estou no quarto livro.Cá entre nós tá muito gostoso ler a Bíblia, pelo incrível que pareca estou tendo mais entendimento do que antes (não digo isso à base da emoção). Tô querendo muito ensinar a Bíblia a pelo menos uma pessoa mas não posso.Por enquanto eu tenho que me contentar com meu refinamento.Então como eu nunca fui dessa congregação eu não me sinto a vontade para pegar publicação mesmo se eu soubesse que podia, quem pega para mim é o irmão ancião mas isso quando tem a publicação, às vezes não sobra e eu fico sem como é o caso de A Sentinela de julho.

    Bom andré, tô falando demais, se tiver dúvida da minha história me pegunte e se vc quiser meu número de telefone eu te passo, ainda mais com essas promções de 0,25 centavos, tá bom demais, né?
    Se Jeová tem me dado espríto santo pra voltar à sua organização eu não sei e acho que não mas Bíblia tem me dado essa força. É muito bom ler a Bíblia.

    ResponderExcluir
  7. André, meu irmão, fazia alguns dias que eu não acessava seu blog, devido alguns problemas no meu pc, mas agora está tudo bem. Fiquei solidário a voçê sobre a tristeza de se estar sozinho neste imenso mundo que jaz no poder do iníquio. Mas faça como eu, não desista, na última reunião me senti tão sozinho, tão humilhado e perguntei em oração a Jeová, até quando eu suportaria tal condição, pois é ruim, está desassociado, às vezes, me pergunto até quando a disciplina é suficiente para purificar o errante. André a verdade é que eu não sei mas de nada, deixo tudo nas mãos de Jeová e dos anciãos da minha congregação, procuro nem mais indagar mais o motivo disto ou daquilo. A única coisa que eu quero ultimamente é que sobre apenas uma cadeira na ultima fileira para eu sentar e poder sair sem ser notado por alguém, às vezes acho ruim, e não tenho coragem de sentar no meio ou na frente das fileiras, pedi até um ancião que me desse uma cadeira para sentar atrás visto que a última fileira estava toda ocupada. Mas eu disse pra mim mesmo se esta é a organização que eu descobri como sendo a verdade, mesmo após estar desassociado há 16 anos (assisto as reuniões há quatro meses), não procurei nenhuma outra para saciar minha fome espiritual. Às vezes é normal sentir vontade de desistir, mas não desista, como poderemos nos consolar mutuamente se voçê desistir ?. Quando membro tive a oportunidade de ver alguns desassociados bem poucos, apenas três, mas nunca imaginei que fosse tão ruim, pensava que era só assistir as reuniões e voltar, mas isto envolve tanta coisa, que somente os disciplinados podem expressar. Mas sempre digo para mim mesmo, se é Jeová que pede para nos humilharnos perante Ele, então eu estou me humilhando perante Ele. Peço apenas alguns irmãos que cumpra a ordem de Jeová de não se comunicar conosco, mas não nos humilhe, somente Jeová pertence este direito. É certo que existe um enorme vazio dentro da gente, um sentimento de invalidez total, mas tenho certeza que o melhor julgador é o nosso Criador Jeová e ninguém mais. Coragem amigo, vamos vencer, tenho certeza, nem que passe um bilhão de anos, teremos em mente que aprendemos a amar a Jeová,desta forma devemos assistir as reuniões, nem que isto custe o nosso próprio amor próprio. Assim como voçê eu também sou sozinho no mundo, e agora no mundo de satanás, o opositor, que aguarda o seu aniquelamento.

    ResponderExcluir
  8. Me chamo Luciana, estou desassociada ha 3 anos e nunca um ancião veio em minha casa para saber como estou. Isto me machuca muito. Um deles mora em meu condomínio. Depois pregam o amor. Querem que uma ovelha perdida e doente volte para o rebanho sozinha.

    ResponderExcluir
  9. Sabe sobre alguma restrição referente a realização de estudo bíblico a cônjuges de ex desassociados? Tenho a impressão que não é permitido ..retornei há um ano e mesmo meu esposo me acompanhando em reuniões congressos e assembleias ninguém nunca o procurou ou ofereceu um estudo...Carla Nunes

    ResponderExcluir
  10. Jo, não existe nenhum impedimento para que se comece um estudo de um cônjuge de desassociado. Procure um dos anciãos e converse à respeito.

    ResponderExcluir
  11. quero retornar mas estou muito mal, mesmo sem voltar pelo papel, sinto que o meu coração voltou pra Jeová

    ResponderExcluir
  12. Pessoal, estou desassociada há dois anos e hj faleceu uma irmã que eu amo muito. Gostaria de saber se eu posso ir ao funeral

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sim, sem problemas. Não não vá cumprimentar os irmãos... :)

      Excluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.