domingo, 3 de julho de 2011

DESASSOCIADO, MAS AMANDO A JEOVÁ!

É difícil confiar nas pessoas hoje em dia. E mais chato ainda é morar de aluguel. Semana passada uma pessoa disse que o apartamento dela seria meu, pedi uma semana para conseguir o primeiro aluguel, e pimba, ela alugou para outro. Ontem encontrei outro apartamento perfeito em Taguatinga: perto do meu trabalho, perto de tudo. Fui me encontrar com a dona para fechar o negócio, mas ela não apareceu.

Para não perder a viagem fui conhecer o Águas Claras Shopping. Pequeno, apertadinho, típico shopping de bairro. Assisti de uma só vez "X-Men - Primeira Classe" e "Transformers III". Muitos bons, com ressalvas, depois comento sobre eles.

Desta forma, o que era para ser na quinta-feira, foi transferido para  hoje, o meu último dia de reunião na congregação de minha mãe. Espero que sim, porque essa semana tenho de voltar para Brasilia a qualquer custo, nem que seja para morar embaixo da ponte do Guará.

_________________________________________________

Observo que as pessoas exigem muito dos outros, e ás vezes, se apegam a clichês básicos para isso. Como disse uma vez, lá na congregação éramos cinco desassociados. Eu, um rapaz, e três moças. Uma delas retornou, outro já enviou sua carta mas por algum motivo os anciãos pediram para ele aguardar mais um pouquinho, outra é casada e, não sei porque, nunca procurei conversar com ela, e por fim, uma terceira, bonita por sinal, que parecia que queria alguma coisa, mas sucumbiu ao mundo: arrumou um namorado e deixou de frequentar as reuniões.

Sexo... sexo... sexo... é sempre por causa dele. Mesmo que a causa não seja o sexo, mas o fim acaba sendo por causa dele. Sexo ajudou anjos a se aliar a Satanás contra Jeová. Sexo desviou Juízes e Reis. Sexo é responsável por quase 90% das desassociações hoje em dia. As pessoas perdem a cabeça muito mais por sexo, do que por dinheiro. Hormônios à flor da pele associados com a imperfeição.

É uma situação complicada. Não gosto de julgar, até porque me coloco em julgamento. Acho apenas que devemos tomar cuidado. Fui casado durante 03 anos, sou Analista de Atendimento e supervisiono uma equipe com maioria feminina. Meu trabalho envolve treinar, orientar e motivar. A motivação envolve, inclusive, conversas particulares, motivar a pessoa, ou no mínimo, tentar não deixar que problemas pessoais interfiram no seu trabalho. Desta forma, acabamos nos tornando uma espécie "divã", ouvimos problemas, ouvimos situações, ouvimos reclamações, e as vezes a postura aconselhadora que tomamos, acaba por criar vínculos bastante pessoais com essas mulheres. Desta forma sempre estou ouvindo mulheres novas, mulheres já experientes, mulheres castas, mulheres mais liberais, mulheres com pensamentos cristãos, e outros bem pagãos. Mais contundentes, ainda, são os casos de problemas conjugais. Sempre se inicia com "André, você já casado, então vai entender..."

Quando fui desassociado, eu fiz questão de dizer a todos que não era mais Testemunha de Jeová. O objetivo era não denegrir a imagem da Organização e vituperar o nome de Jeová. Escolha péssima porque é justamente disso que sobrevém a mim a pressão enorme de amigos que questionam porque ainda estou sozinho. Às vezes saio para os habituais happy hour de fim de tarde, e sempre tentam me arrumar alguém.  Não posso supervisionar nenhuma garota, que  acha que estou cantando ela, ou ela me canta. A última delas, após uma indireta bem direta, sentenciou: "Depois que separou André virou gay".  Acreditam que já mandaram até um gay me cantar para ver qual seria minha reação? O pior é que como desassociado eu não precisaria passar por tudo isso. É sexo apenas, e o que faço de minha vida aqui fora, em princípio, não interessa a ninguém certo?

A questão para mim não é sexo. A questão para mim é carência afetiva. Gosto de relacionamentos, gosto de lidar com pessoas, gosto de romance, acordar sabendo que você gosta de alguém que gosta de você, gosto de mandar SMS citando letras de música, gosto disso tudo, então, sexo não vai resolver meu problema. O meu problema é quando aparecem justamente a pessoa que preenche essa lacuna na sua vida. Fico triste pela "moça" que deixou de se reunir por causa de um namorado. Espero que um dia Jeová volte a ser real para ela.

O Diabo é o maior psicólogo que já existiu! Jeová não permite que ele leia sua mente, mas por meio de seu comportamento, de suas ações e palavras, ele sabe exatamente como te influenciar subliminarmente. Fico triste também pelas pessoas que acabam sucumbindo. Mesmo que se junte a nós, os Desassociados que amam a Jeová, mas ainda assim são desassociados, e portanto, meu medo maior é a pressão que o mundo faz para que essas pessoas não voltem.

 Fui sábado passado numa festa de Chá de Casa Nova de um colega, e me senti no clipe "I´m with you" da Avril Lavigne. As pessoas rindo, bebendo, curtindo e eu me sentindo estranho num mundo estranho. Sempre quando vou a lugares assim chego a conclusão de que não pertenço a este mundo. Sempre reclamamos de irmãos falsos, de irmãos "isso" ou irmãos "aquilo", acredite, cá fora é bem pior.

Mas enfim, faz parte.

Pra finalizar, uma frase que li dia desses e atribuem supostamente a Nelson Mandela: "Não sou santo. Sou apenas mais um pecador se esforçando"


BOM DOMINGO A TODOS.

26 comentários:

  1. Resumindo é isso mesmo como você falou: é tudo sexo. Desde outdoors, passando pelos filmes no cinema, internet e programas de TV, qualquer entretenimento tem pelo menos uma cena, diálogo ou referência a assuntos sexuais. O mundo está louco por sexo, até mais do que materialismo.

    ResponderExcluir
  2. Márcio, me escreve no andrellago@ovi.com

    ResponderExcluir
  3. André, também fui dessassociado por causa de sexo, foi um dos acontecimentos mais cruel na minha vida, eu não tinha amigos exceto o povo de Jeová, e agora estava eu lá no mundo de satanás. Estou com 16 anos afastado da organização, mas estou assistindo as reuniões praticamente há dois meses, me casei fora da organização, e tudo que era difícil ficou pior, mas espero que Jeová me carregue pelo braço a força se for o caso até o salão do reino para não perder o alimento espiritual. Se imaginássemos como seria as consequências certamente, não teríamos pecado. Mas confio em Jeová, que haverá uma saída para nós, cada reunião assistida é uma vitória para mim, pois não é fácil, suportar o gelo. Que Deus lhe abençõe e que voçê retorne logo às mãos do verdadeiro Deus Jeová.

    ResponderExcluir
  4. Concordo em gênero, número e grau Andreé! belo post, parece que vc lê meus pensamentos :)

    ResponderExcluir
  5. É isso André, nosso inimigo está atento a nós, os "desassociados que amam a Jeová".
    Gostei deste título.

    Enquanto continuarmos dando passos para voltar ele não vai desistir de nos derrubar, e usará de tudo, até mesmo nossos sentimentos e necessidades.

    Mandei minha carta e fui informado que os 10 meses que passaram foram pouco, para esperar mais.

    Desde que fui desassociado não mudei minha rotina, jamais faltei uma reunião, nunca saí com colegas de trabalho, e mantive meus hábitos de estudo, na verdade até melhorei meus hábitos.

    Apesar disso, me disseram que estava cedo. Saí do Salão arrasado, ao chegar em casa disse para minha esposa que ia desisitir. Mas, hoje de cabeça fria sei que é isso o que Satanás quer, que eu desista e eu não desistirei de fazer a vontade de Jeová.

    Daqui a um mês mando outra carta!

    ResponderExcluir
  6. "Sempre reclamamos de irmãos falsos, de irmãos "isso" ou irmãos "aquilo", acredite, cá fora é bem pior."
    Eu concordo, no salão pode até existir falsidade de alguns, mas as pessoas ainda tem mais cosnciencia de q é errado ser assim,qui fora o povo é falso na cara dura

    ResponderExcluir
  7. 1 ANO LONGE DE JEOVA PASSA RAPIDO,6MESES 10 MESES FREQUENTANDO O SALAO DO REINO E SE ESFORÇANDO A NAO ERRAR,DEMORA UMA ETERNIDADE.

    ResponderExcluir
  8. André,sempre que vou em festa da família da minha namorada,me sinto um peixe fora d'água,e é chato,você fica o tempo todo olhando para um e pra outro,tentando se encaixar,e o que vem na mente,é justamente isso que você falou...esse mundo,com todos esses atrativos,não foi feito para nos.

    ResponderExcluir
  9. Concordo que o tempo que ficamos longe da organização passa rápido mesmo... foi refletindo nisso que decidi me esforçar mais para voltar a servir o Deus que tanto amo: Jeová. Já são dois anos e 2 meses desassociada e não quero ficar nessa situação por mais tempo. O desassociado arrependido precisa de muita força para não sucumbir e entregar os pontos para Satanás. Vamos orar, ler as publicações, ajustar nossas vidas e assistir às reuniões principalmente naqueles dias em que o desânimo bater mais forte. Fiquei muito feliz por descobrir esse blog e saber que tem mais gente na mesma luta que eu.

    ResponderExcluir
  10. É realmente esse blog do andré dá muita força. Tem dia que to desanimado e daí dou uma olhada aqui e renovo minhas forças.

    É preciso muita humildade para voltar, além de amor claro. Mas se não formos humildes desistimos.

    Com a ajuda de Jeová conseguiremos.

    ResponderExcluir
  11. que jeova possa habilitar todos a voces a votaram pois os irmaos concerteza sentem muita falta de voces q sao preciosos p tds nos se esforcem e concerteza serao muito melhores e mais devotados a Jeova rom 6:6 ,1rs 8:30, salmo 86:5

    ResponderExcluir
  12. que jeova possa habilitar todos a voces a votaram pois os irmaos concerteza sentem muita falta de voces q sao preciosos p tds nos se esforcem e concerteza serao muito melhores e mais devotados a Jeova rom 6:6 ,1rs 8:30, salmo 86:5

    ResponderExcluir
  13. senpre servi a jeová desde criança,tenho 32 anos e 8 meses desassoçiada.infelismente foi por adulterio(um irmão se aproximou de mim fazendo muita amizade e se fazendo de irmão muito espirituoso pra mim e pra minha familia,foi guando ele percebeu que pegamos confiança e ele começou a mudar comigo e me tratava como se eu fosse livre e só vivia se declarando pra mim.tentei fujir varias vezes e até chamava atenção dele dizendo que tinha tantas irmas solteiras e ele tinha que lenbrar de jeova. mais não adiantou....tanto me pesseguiu que acabou acontecendo o pior!!
    confessei pro meu marido e pros ançiãos ,meu marido me perdoou mais os ançião não.
    disse que eu tinha que ser diciplimada por jeová fiquei muito triste mais aceitei porquê reconheci que errei.(poderia ter sido mais forte e não fui).
    agora estou tentando voltar não faltei nenhuma reunião e espero que os ançiãos conssiderem minha carta porquê apessar de meu erro não quero ir pro mundo.
    incrivelmente pessoas me chamam pra um sinples aniverssario e eu não consigo minha conssiencia doi.
    bom resumindo hoje tenho prena conviquição que não posso errar pois mesmo arrependida só jeová mesmo pra nos perdoar e que a pessoa que erra só ficar no prejuiso e se não se homilhar pra voltar ai diveis está ferrado vai perder pra jeova tanbém......
    (ymail: marcilenefagundes@ymail.com )

    ResponderExcluir
  14. Pratiquei homossexualismo
    A muito tempo atras e por descuido meu tive uma recaida.
    Falei com os anciaos ja
    E terei minha primeira comissa judicativa

    Me sinto contristado de meu erro perante jeova.
    Minha reputação para Deus está suja.
    Como foi uma recaida e que a muito tempo nao acontecia nada, sinto como se tudo estivesse se desmoronando.
    Oro muito a Jeova suplicando perdao, que esses pensamentos iniquos saisem de minha cabeça.
    Minha vida esta desmoronando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também foi desassociado por fornicar agora estou mau e desassociado

      Excluir
  15. J.L, como sabee, homossexualismo é um pecado contra Jeová, assim mesmo como a fornicação. Sou solteiro, e muitas mulheres no mundo fazem sexo fácil. Deste modo acho que temos problemas em comum. Sabemos que a fornicação é errado. E aí? Vamos nos fortalecer fugindo dessas coisas que sabemos que Jeová odeia? Estamos no mesmo barco. Que Jeová nos abençoe a irmos contra as tentações deste mundo.

    ResponderExcluir
  16. Oi meu nome é Deusa, também fui desassociada por fornicação, mas gosto de lembrar que fui muito leal á Jeová durante 6 anos, e jamais pensei em desistir de servi-lo,. Minha fraqueza foi a carência emocional, já que sou divorciada e permaneci só por seis anos bem usados no ministério, onde fui amada por irmãos muito queridos que sofreram muito quando saí. Eu tbm sofri e sofro muito. É realmente assim como vc disse, no mundo ninguém preza o que é certo, tudo é auto satisfação. Me sinto vazia e continuo carente.Oque ainda me impede de voltar para organização . Me sinto só e não tenho forças para voltar. Foi muito bom saber que não estou só. Que sou apenas mais uma desassociada que ainda ama á Jeová.

    ResponderExcluir
  17. 'Desassociados mas amando a Jeová ' hoje em dia é dificil acreditarem nisso, pois criticam que todos os dessassociados são rebeldes e não querem fazer a vontade de Jeová.
    Estou desassociada a 2 meses, também por fornicação, com meu atual noivo, estamos juntos à 3 anos, e iremos se casar em dezembro (5 meses). na nossa comissão os anciãos falaram que podiamos voltar antes do casamento, nós iremos mandar nossa carta completando 4 meses de desassociação, se alguem esta lendo, queria ouvir, se vocês acham que é possivel, se eu estou com falsa esperança, desde que foi anunciado nos nao faltamos 1 reuniao, preparamos TODAS, e os anciaos tem observado isso que eu vejo. o que vocês acham? não aguento mais essa tortura emocional :'(

    ResponderExcluir
  18. Querida, acho difícil. Muitas congregações ainda usam a base de 12 meses, embora a média seja de 8 a 9 meses para retornar. Além disso, existe a questão de vocês não estarem casados, ou seja, o que garante que vocês não possam cometer o erro novamente. Já que vão se casar daqui há 5 meses, sugiro que continuem firmes e fortes e depois do casamento enviem a carta, o que daria 7 meses de desassociação, prazo razoável para ser analisada.

    ResponderExcluir
  19. uau! finalmente alguém que me entende... rs me sinto igual à você. Já estou a quase 7 meses desassociada e com 4 meses mandei minha carta,mas pediram pra eu esperar mais um pouco (tb n entendo o por quê,já que estou demonstrando que quero voltar pra Jeová)
    realmente,mesmo que a gente reclame de um irmao ou outro,de uma atitude aqui,outra ali,eu hoje nao trocaria isso por estar aqui fora. estar no meio de pessoas sem conteudo,que só te pressionam a fazer coisas que vc n quer (como se ja n bastasse nossa mente imperfeita fazer isso sempre)... a cada reuniao me sinto mais angustiada... quero abraçar meus amigos,saber como eles estao... ser feliz de verdade... quero acima de tudo estar plenamente de volta ao meu Pai celestial... por enquanto é só aguardar...
    amei seu post... fique com Jeová!

    ResponderExcluir
  20. Bom Dia, estou desassociado a 9 meses e 20 dias, foi por um desejo sexual errado, vou contar minha história para vocês:
    Quando eu era pequeno deveria ter uns 8 anos tinha esses sentimentos já, mas nem imaginava que iriam me influenciar mais tarde, e por muito tempo esses desejos permaneceram ocultos, conheci a forma de vida verdadeira quando tinha 14 anos, me batizei aos 16, foram três anos maravilhosos tinha amigos, momentos alegres, minha família servia ao Deus verdadeiro com exceção do meu pai que mora em outro estado, eu era muito feliz e não tinha ideia, mas sentia que faltava algo dentro de mim, eu não imaginava o que, mas quando me mudei para morar com o meu Pai infelizmente esses desejos retornarão na época tinha 19 anos, aos poucos eu sabia que tinha algo errado, mas nunca imaginei que era o que iria acontecer a frente, morei um ano com meu pai o meu problema estava apenas começando pois neste tempo o que havia dentro de mim tomava maiores proporções e eu continuava a me esforçar em não deixar esses sentimentos me dominarem, mesmo eu não tendo ideia que era isso que eu estava fazendo, imaginem era uma briga interna a qual eu não tinha conhecimento. Quando fiz 20 anos retornei a morar com minha mãe, o tempo que morei com meu pai foi bom e ruim ao mesmo tempo pois fiz grandes amigos que serão inesquecíveis e em compensação tive problemas com meu pai que é problemático, mas retornando a meus 20 anos, estava tudo ótimo, mas não me sentia bem, algo estava quebrado ou faltando dentro de mim eu não tinha ideia do que era. Quando deixei que mesmo por instantes aquele sentimento me guiasse lá estava eu fuçando na internet, certa noite a procura de nem eu sabia o que, mas encontrei o meu maior desafio deixar o desejo me dominar foi inevitável, por mais que eu fale que poderia evitar nem eu mesmo sei se conseguiria e por isso saem lagrimas dos meus olhos. Foram nove meses os piores da minha vida, fugindo desse desejo e ao mesmo tempo o praticando algo que não consigo entender até o momento, para esclarecer eu sabia que era errado deixei claro a quem estava envolvido, mas saber isto não foi o bastante para parar com esta pratica. Vivia uma vida dupla e hoje reconheço que agora que estou desassociado deveria ter reconhecido isto antes, mas eu me enganei dizendo que eu estava fazendo algo errado e ainda assim nem imagino como e fico irado comigo mesmo por ser hipócrita pois pensava que servia ao Deus verdadeiro de forma aceitável visto que sabia que era errado e não queria estar fazendo aquilo, mas não deixava aquela pratica de lado por muito tempo. Estava só, pois era um segredo que de certa forma só eu na forma terrestre sabia, certa noite resolvi contar a um amigo para que ele pudesse me ajudar pois sozinho sabia que havia tentado parar e não tinha conseguido, então contei a dois amigos os dois me aconselharam a falar com um ancião, eu chorei muito, toda a noite, mas assim que houve a próxima reunião procurei um ancião pois pensava que naquele tempo todo nunca fiz o ato errado de propósito, então se me recusasse a falar com os anciãos seria o mesmo que falar: Eu sei que é errado mas quero continuar neste modo de vida, o que eu nem chegava a imaginar em errar por intenção, falei com os anciões no dia 13/11/2014 fui desassociado, foi horrível, ao pensar na reunião deste dia vejo lagrimas e uma grande escuridão, passou - se um mês desde que havia sido desassociado eu fiquei esse tempo longe das reuniões talvez por vergonha, raiva de mim mesmo, eu não sei mas no decorrer deste mês acabei por fazer mais coisas erradas, mas no dia 13/12/2015, voltei a assistir as reuniões e deixei aquelas atitudes todas para trás, desde então se passarão 9 meses nesse meio tempo ao fazer 7 meses pedi para ser readmitido mas me informarão que teria que aguardar mais um tempo. Passou o primeiro congresso onde estava desassociado foi arrasador pois neste mesmo congresso completei 5 anos de batismo.

    ResponderExcluir
  21. Nestes 9 meses tenho lutado contra desejos, ações e pensamentos, contra esse sentimento dentro de mim. As vezes penso em continuar desassociado mas dando meu máximo a Jeová a final já estou acostumado a ficar só mas não sei se aguentaria mais um mês assim, aguardo ansiosamente o momento em que deve ser dado o anuncio: nosso irmão ..... Foi READMITIDO. (Só de pensar começo a chorar...) Agora sei o que havia dentro de mim, um sentimento horrível, que sei que não fará a menor falta viver sem essa parte de mim...O meu pecado foi o homossexualismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sinto muito... Fui desassociado semana passada e ainda é dificil pra mim aceitar o que está acontecendo. Às vezes eu sinto revolta por pensar que os anciaos poderiam ter me dado mais uma chance. Mas sei que o que eles fizeram foi o melhor para mim. Sei que a mão de Jeová está por trás de TUDO que está acontecendo. É para o meu bem. Afinal foram 3 anos vendo pornografia homossexual e ainda na congregação como que nada acontecendo. Mesmo dando muitas horas, era um trabalho vindo de alguém IMPURO, aquilo na verdade devia dar nojo a Jeová... Fiz coisas piores que pornografia. Me envolvi com outros irmão, que tinha tendencia homossexual, e fizemos sexting, trocamos fotos picantes... Eu realmente senti nojo de mim mesmo. Depois beijei um primo homossexual. Amigo por mais que eu pedisse perdão eu sabia que precisava de disciplina, eu simplesmente DEIXEI tudo aquilo acontecer, e o pior, muitas vezes eu mesmo ia atrás, falta de temor a Deus, impureza, idolatria, eu realmente sabia que depois da comissão, eu seria desassociado e fiquei feliz pela minha punição. Me considero um imprestavel, um ser nojento para Jeová. Mas espero receber o perdão, de TUDO, absolutamente TUDO que fiz. Agora, estou 1 mês e 20 dias sem me envolver com pornografia... nem me masturbar. É claro que graças a uma merda chamada FACEBOOK eu ainda me deparo com piadas imorais sujas, mas comparado com o que fazia, estou melhorando. Não sei quando voltarei, ontem foi minha primeira reunião e foi bem dificil. Tudo esta sendo dificil e vai ser BEM PIOR... todos os dias eu sinto que vou começar a me tocar, que vou me entregar ao desejo de ver homens... Eu peço a Deus que me ajude a me manter longe, puro dessas nojeiras, que eu consiga ver TODAS AS REUNIOES e possa provar que minhas lagrimas de lamento naquela comissao eram de verdade. Hoje mesmo, orei, pedi perdão outra vez a Jeová pelas coisas que fiz... Sei que nao possso duvidar da capacidade dele de perdoar, mas é inevitavel. Espero que voce possa se manter longe do que te faz ter recaidas...

      Excluir
    2. Bem, um dos primeiros sentimentos que precisamos lutar quando estamos desassociados é com a depressão e a raiva; não se entregue. Continue orando a Jeová continuamente e tente evitar justamente aquilo que te lembre o pecado e forças.

      Excluir
  22. OiOi,li os comentários e experiências de todos, foi muito encorajador, pois saber que tem irmãos e irmãs que passam pelo mesmo desafio que eu, que sofrem na pele, por ter que carregar a sua própria estaca de tortura, por conta da imperfeição herdada. estou desassociado há 9 meses e realmente é uma tortura. Mas aprendi a lidar com isso, nunca perdi nenhuma reunião, porque sei que se eu perder uma reunião que seja, começarei a perder as forças (Claro que também tem motivos justos para se faltar em uma reunião)Bom, eu percebo que a desassociação, está me fazendo cultivar a perseverança, algo que eu não tinha muito, pois tudo que eu fazia antes, começava num ritmo acelerado e super empolgado e depois que se tornava rotina eu desanimava e desistia. Mas hoje me sinto mais forte, pois sinto que por mais que estou desassociado, Jeová me ama, muito e muito. Aprendi a lidar melhor com os meus problemas e sinto que passei a gostar ainda mais do alimento sólido que o criador nos proporciona. "Antes ficava muito só no leite materno". Aprendi que os nossos problemas não vão desaparecer, mais que a maneira como os enxergamos influencia muito , s vamos continuar perseverando, é difícil, mas não é impossível, sempre se esforcem em ver as coisas do angulo que Jeová Deus vê.
    Sinto que a cada reunião que assinto. meu coração sangra, No começo, então era com se alguém tivesse perfurado uma lança no meu peito e a cada momento se se aproximava o dia de ser dado anuncio que eu seria desassociado é com se essa lança fosse sendo perfurada mais e mais. Hoje entendo o que realmente, envolve a humildade e a perseverança, de forma mais ampla. Pois é difícil ser encarado como um leproso do passado, na qual todos os rejeitavam por segurança, entendo que é necessário, sermos disciplinados por Jeová, pois a disciplina amorosa é muito dolorosa, mais depois produz frutos pacíficos (recobrem a consciência treinada pela bíblia).Me sinto muito sozinho e realmente conforme observo nesse mundo do diabo, o que as pessoas tem a oferecer, por mais que seja o seu melhor é podre, assim como os urubus que só oferecem carniça. As vezes sinto muita vergonha de orar pois bate o sentimento de culpa Mas me esforço e oro, até mesmo para que todos os desassociados que AMAM a Jeová assim com eu voltem logo, o quanto antes. Antes que seja tarde de mais. E não se esqueçam o verdadeiro cristianismo envolve fé e coragem.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.