quinta-feira, 2 de setembro de 2010

USO SÁBIO DAS RIQUEZAS MATERIAIS

"Na sua casa há coisas valiosas e riquezas"
- Salmo 112:3



O texto de hoje me chamou à atenção a um dos maiores perigos que circunda os cristãos hoje em dia: o materialismo. Ao contrário de outro pecados como a fornicação e o adultério, o materialismo é perigoso porque ele não é facilmente identificável. Como dizer que alguém é materialista? Só porque ele possui muitos bens materiais? Não, não é bem assim. Abraão era riquíssimo. Charles Taze Russell também era. E hoje em dia muitos irmãos possui grandes riquezas materiais e o mais importante, riqueza espiritual. Por outro lado muitas das pessoas pobres estão tão ansiosas em mudar de vida que são capazes de fazer qualquer coisa para mudar essa situação, seja fazendo horas extras, fazendo cursos e mais cursos ao ponto de perder as reuniões, sacrificando o convívio com a família espiritual, em busca de um lugar ao sol no mundo material.

Conforme o comentário inicial do escravo, "quer alguém tenha muito em sentido material, quer pouco, é possível ser rico espiritualmente". Aqui em Brasília aonde as pessoas possuem uma certa estabilidade financeira, principalmente por causa do serviço público, o materialismo é uma luta. Muitos cristãos acham que a felicidade é arrumar um emprego público que lhe dê um ótimo salário e estabilidade. Usam como desculpa que se tiver no serviço público terão mais calma e tempo para se dedicar à Jeová. Mas o que vemos nem sempre é isso que acontece. As pessoas ganham melhor, gastam melhor e acabam se preocupando ainda mais para pagar as dívidas que possuem. Além disso estão tão preocupados em "mostrar" o que compraram, que pode correr o risco não so de se tornarem arrogantes, como de fazer outros tropeçarem, por mostrar uma visão errada dos servos de Jeová.

A questão é: o que fazemos para agradecer a Jeová por termos um bom emprego ou uma vida confortável? Certo irmão dono de uma franquia lucrável de uma loja de tintas emprega vários irmãos de sua congregação, inclusive dando oportunidade para jovens terem seu primeiro emprego. Além disso, todos possuem escalas especiais que lhes permitem assistir às reuniões cristãs em sua congregação. Um certo clínico, amigo meu, de Salvador, viaja com seu pai, outro médico, várias vezes para Betel para ajudar voluntariamente irmãos betelitas que precisam de cuidados médicos. Da mesma forma que Charles T. Russell que vendeu todos os seus bens materiais em prol das boas novas, muitos irmãos tem feito o mesmo para a alegria de nosso Deus.

4 comentários:

  1. "Quer alguém tenha muito em sentido material,quer pouco, é possível ser rico materialmente". Acho que vc errou a frase meu irmão, você quis dizer espiritualmente. Achei muito interessante esse texto. Sempre ouvi falar que os irmãos de Brasilia são materialistas, mas nunca costumo generalizar. Gostei dos dois exemplos que você citou de irmãos que usam sua boa condição financeira para ajudar outros irmãos. É assim que sempre devemos proceder...

    ResponderExcluir
  2. Bem, as coisas melhoraram um pouco, mas ainda temos algumas dificuldades principalmente pelo que comentei sobre a dificuldade de se identificar o materialista. Mas houve uma tendencia muito grande de se usar essas riquezas para construir novos salões, por exemplo.

    ResponderExcluir
  3. por um bom tempo eu acreditei que ter um bom emprego estável no funcionalismo público e uma boa faculdade como a usp ou a unb-df, fosse o passaporte para a felicidade,porém agora seguindo os príncipios cristãos, percebo que custa pouco ser feliz quando se tem a companhia de pessoas agradáveis que compartilha o mesmo amor cristão que o seu.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.