terça-feira, 11 de maio de 2010

LOST 6.12 - EVERYBODY LOVES HUGO





Hugo Hurley sempre foi um dos personagens mais carismáticos da série, é aquele aonde você pode nunca amá-lo totalmente, mas tambem jamais será odiado. Hurley sempre foi o mais divertido, o mais legal, amigo de todo mundo e até nas cenas aonde ele precisava se impor, fez isso de uma forma que não extraiu a antipatia dos seus fãs. Na minha opinião faltou um pouco mais de atenção dos roteiristas para o nosso gordinho querido, acho que seus dons poderiam ser melhores aproveitados e história do seu azar, foi muito mal encaixada na história. Talvez por isso esse episódio tenha sido a rendenção de Hurley, naquele que parece que finalmente vai catapultar a série para aquilo que esperávamos desde o inicio, e saber que Hurley faz parte das peças principais nos deixa alegre. Na verdada, a série que será de 18 episódios, tinha chegado na metade e ainda não tinha dado aquela emoção que os fãs esperavam de uma última temporada. E pelo "andar da carruagem", parece que realmente LOST vai acabar e muitos dos seus segredos levantados não serão explicados, mas esperamos que a última temporada não seja uma total decepção.

De qualquer forma o episódio anterior, sobre Desmond, já tinha deixado muitos fãs animados e por isso a expectativa era de que este episódio fosse melhor e entrasse naquela fase ao qual vibraríamos. Sim, isso aconteceu, mas por outro lado a ficha caiu, e LOST está acabando. Nossa, não acredito! Mas vamos lá: Ele agora é um líder, ele tem opinião própria e se aproveita da confusa relação entre os "líderes" Sawyer e Jack, para finalmente impor sua opinião. Pra começar a "chata" da Illana, (assim como aconteceu com outros personagens chatos como a Shannon e o Paulo) morreu; o pior é que deveria ser uma morte chocante, mas pareceu engraçada. Os roteiristas de LOST não perdoam mesmo. Mas legal foi ouvir o comentário de Ben "A ilha não precisava mais dela. Imagino o que acontecerá quando não precisar mais de nós."

Então, é aí que cansado de ficar seguindo as pessoas, Hurley se levanta como líder. Usa como argumento de que é o único que pode ver Jacob, e aproveitando da fragilidade confusa de Jack, explode com os restos do Black Rock, uma vez que não concorda com a idéia de explodir o avião - seu único modo de sair da ilha - só para que "Homem de Preto" não saia da ilha. Então vem a cena que muitos lostmaníacos vibraram: Hurley cala a boca de Jack, mostrando que ele não está ajudando coisa nenhuma. Sacanagem, apesar de gostar muito do Jack, a cena foi legal e merecida. Depois ele encontra Walt, que lhe dá alguns conselhos e de quebra, respondeu um dos segredos da ilha, os tais sussurros, que seriam "almas que não conseguiram seguir em frente e estão presos na ilha". Putz, já fomos informados e depois desmentidos, que eles estavam supostamente no inferno, mortos e agora... purgatório? Bem vamos lá, não gosto de fazer teorias.

Mas além do próprio Hurley, o que me deixou mais satisfeito com esse episódio foram mesmo os flashsideways, que finalmente estão seguindo uma história também e rumando para o “gran finale”. A aparição de Libby foi excelente e me deixou cheio de felicidade. Quando ela começou com o papo de que conhecia Hurley, me empolguei imediatamente. E achei muito bonita a cena do piquenique dos dois, finalmente fazendo o que nunca conseguiram fazer na ilha. E finalmente o nosso Brotha Desmond "acordando" da realidade alternativa. Desmond só melhora, com sua determinação na realidade paralela e coragem na ilha. Ele vai para um poço enorme e escuro – e fake – com o "Homem de Preto fantasiado de Locke"? Fala sério, é ruim que eu iria! Então acontece o óbvio: é jogado no fundo do poço, mas é mais óbvio ainda que ele não vai morrer, senão nem tem como a série continuar, mas a cena me fez pular na cadeira aqui. Sensacional ele encarando Evil Locke de cara limpa. Enquanto isso, na paralela, outra explosão de cabeça com Desmond atropelando Locke – o de verdade. Mas de boa, se essa cena serviu para acordar Desmond da realidade alternativa, achei tosco. Torço para que deva ter um significado maior nisso.

E por fim, um dos melhores finais de episódio, daqueles que você termina puto da vida, com cara de tosco, esperando ansiosamente o que vai acontecer depois. Para começar o encontro entre Jack - e Hurley, Sun e Lapidus - e Locke na ilha foi muito tenso. Muitos detestam Jack, e nesse episódio, coitado, ele foi reduzido a nada, mas para mim ele será sempre O líder e sua importância não pode ser desmerecida. E finalmente, a melhor de todas, na realidade alternativa Desmond no estacionamento da escola observando Locke. Gostei de ver o Ben, chato como sempre, questionando Desmond, mas achei sem sentido que ele não tenha reconhecido o maior líder dos "Outros". Quando você pensa que ele vai descer do carro para tentar conversar com Locke, o cara engatinha a marcha, acelera e passa por cima do cara. Noooooossa, vibrei. LOST voltou!!! A questão é: Desmond tentou matar Locke porque lembrou que Locke tentou matá-lo na ilha ou porque sabe que ele será "hospedeiro" de um homem do mal? Ou a idéia era despertar Locke? Enfim coisas que ficaram na ansiedade por uma semana até o próximo episódio.

Um comentário:

  1. pois ´´e ,entre mortos e feridos doi tirada a tao afamada duvida, a serie era espirita mesmo e varios sites divularam isso ( globo, adoro cinema, wikipedia e etc) alguem aina tem duvida??????

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.