terça-feira, 6 de abril de 2010

J. F. RUTHERFORD - PRESIDENTE À FORÇA?




Se pudéssemos dizer quando as Testemunhas de Jeová de fato foram fundadas, poderíamos dizer que foi em 1917, quando Joseph Franklin Rutherford assumiu a organização de Jeová na terra, porque tudo que nós conhecemos hoje de administração, princípios bíblicos, estudos e trabalhos de divulgação da verdade, só passou a ter sentido e impulso quando Rutherford se tornou presidente. Acredito que Jesus, ao dirigir a organização de seu Pai possivelmente pensou: "Russell você será responsável por juntar as pessoas e criar uma organização, mas você Rutherford, você é o cara! Vá lá e revolucione".

Na época de Russell os irmãos tinham uma verdadeira "adoração" por ele, tanto que não se importavam em serem chamados de russelitas. A obra "O Estudo das Escrituras", com seus seis volumes, tinha tomado uma proporção de importancia no contexto religioso dos Estados Unidos de uma forma tão grande, que era quase um sacrilégio questionar qualquer informação, mesmo que fosse feito por membros respeitáveis da Organização.

Joseph Franklin Rutherford nasceu de uma família evangélica (seus pais eram Batistas) e sempre teve uma educação rígida, fator este determinante em sua personalidade adulta, quando alguns irmãos alegaram que seu zelo às vezes saía do limite da razoabilidade. Porém dizem as testemunhas oculares da época, como o irmão A.H.Macmillan, foi a habilidade de Rutherford, sua retórica dinâmica e a sua disposição firme de lidar com os adversários dos Estudantes da Bíblia, e seu vasto conhecimento jurídico, que o transformou num sucessor natural de C. T. Russell. Rutherford era formado em Direito, serviu por quatro anos como Promotor Público de Missouri, e inclusive, substituiu algumas vezes alguns juízes, mas abandonou todo seu futuro promissor para servir à Jeová como consultor jurídico de Betel, e, mais tarde, Presidente.

Quando C. T. Russell morreu foi uma surpresa para todos, tanto, que ele nunca havia preparado diretamente um sucessor, pois com certeza não era de sua ideia falecer tão cedo. Porem em seu testamento, ele havia deixado um orientações para a criação de duas comissões: uma Comissão Editorial de 5 membros, que cuidaria da revista WatchTower, e uma Comissão Executiva de 3 membros, que cuidaria da parte administrativa. J. F. Rutherford, inicialmente, fez parte apenas desta última, mas diante da recusa de dois irmãos de fazer parte da primeira, ele acabou assumindo também função editorial. A intenção dessa comissão era administrar Betel até a próxima reunião anual que aconteceria em 1917, aonde deveria ser escolhido um presidente. De início, a Comissão Executiva fez o melhor que pôde para estabilizar a situação, incentivando os Estudantes da Bíblia a se manterem ativos e não perderem o ânimo, mas era uma situação difícil, porque muitos irmãos viam Russell quase como um deus messiânico. Apesar da revista WatchTower continuar a ser publicada com os artigos que Russell deixara antes de morrer, começava uma tensão muito grande entre os irmãos, alguns achando que por ser insubstituível ninguém deveria assumir a função de presidente, mas, principalmente de divisões causadas por irmãos que achavam que tinha o direito de assumir o lugar vago.

Entretanto, de uma forma geral, Rutherford tinha o apoio dos irmãos que faziam parte das duas comissões, e isso significava também ter o apoio da maioria do irmãos pelas congregações. O irmão A.N. Pierson, um dos mais próximos de Russell declarou que tinha recebido, por meio de procuração, várias declarações de apoio a Rutheford. Diante da unanimidade dos votos e indicações, a convenção declarou Rutherford o novo Presidente da Sociedade Torre de Vigia em 06 de janeiro de 1917.

Foi essa presidência tomada à força? Força de sua influência, talvez, força do espírito santo de Jeová, com certeza, mas a eleição de Rutheford foi efetuada de forma tão clara e legal, que não houve brecha sequer para questionamentos judiciais de algum opositor posteriormente.

Mas a vida de Rutherford ainda não estava totalmente tranquila. Os opositores esperariam um tempo para incitar algum tipo de turba e divisão. Por serem de personalidades diferentes, esses opositores esperavam pegar Rutherford em decisões ao qual poderia acusá-lo de estar indo num caminho diferente do irmão Russell, mas para desespero deles, o novo presidente deu continuidade à obra, animando as congregações que aumentaram em número as suas assistencias, aumentou o número de missionários de 69 para 93, acelerou a distribuição de tratados, aonde os principais trabalhadores eram os "pioneiros" que foi aumentado de 372 para 461.

Assim, tornam-se mentiras qualquer declaração de que J. F. Rutherford tenha tomado à força a presidência da Sociedade Torre de Vigia. É uma mentira que toda a congregação à época tenha discordado, ou sequer, se revoltado pela sua administração. Contudo, como o diabo é astuto, Rutherford ainda passaria por muitas provações, principalmente nos momentos turbulentos da 1ª Guerra Mundial e por causa de um pequeno vacilo administrativo, causada pelo seu zelo de ver a vontade de Jeová ser protegida. Mas será que nesse episódio, Rutheford, como dizem os inimigos das Testemunhas de Jeová hoje, usou de tirania, de desonestidade ou de meios ilícitos para continuar a presidir a organização na terra? Num próximo artigo falarei desse episódio que muitos apóstatas ainda teimam em propagar.

OBS: Para conhecer a história acima na íntegra, sugiro a leitura dos livros: Anuário 1976 (EUA), Proclamadores do Reino e Revelação - Seu grandioso Clímax está próximo.

11 comentários:

  1. Esperando as cenas dos pròximos capìtulos...

    ResponderExcluir
  2. BIO -fiquei curioso de saber.onde vc conseguiu esses detalhes sobre ruterford?

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante; matéria"completa" e 100% verdadeira.
    Há tempos q não gosto tanto de uma matéria assim(com suas "pitadas") e tão autêntica Peter.

    Amplexos

    ResponderExcluir
  4. BIO, como disse a Senhorita Coisa ai em cima, todas elas estão nas fontes citadas abaixo, com "algumas" pitadas minhas. Pesquisei também algumas fontes externas, apenas para confrontar as informações.

    ResponderExcluir
  5. Apesar da cara de mau e da forma enérgica e zelosa como dirigia os seus trabalhos, Rutherford era conhecido por todos os que conviviam com ele como alguém extremamente humilde e bem-humorado (quando as circunstâncias permitiam). Por certo foi a pessoa certa para aquele momento decisivo.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito desse artigo. Mostra como Jeová manobrou a situação e usou um homem espiritual para dar impulso a obra do Reino.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente vc sabe muito pouco sobre a vida desse homem. Se vc pesquisa-se mais ficaria com os pelos do corpo arrepiados!

    Mas, é certo que se vc pesquisar apenas dentro das publicações da editora Torre de Vigia só encontrará um mar de rosas perto das vidas que esse homem destruiu, inclusive a vida de seu próprio filho, Malcom Rutherford! (dê uma olhada aqui:http://www.tj-encyclopedie.org/Malcom_Rutherford )

    Aproveitando, deveria pesquisar e ler os escritos de Maria Russel (divorciada de Russel) sobre o que eram os Estudantes da Bíblia naquela época.

    Vc é muito parcial em tudo que escreve!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, eu sinto uma raiva tão grande quando as pessoas subestimado a minha inteligência. Caro "Anônimo" para seu governo, a maioria das informações acima foram tiradas de sites seculares. O velho "pesquisa no Google". E um site que tem por objetivo denegrir a imagem das Testemunhas de Jeová é um site imparcial? Nossa, porque eu acho todos os apóstatas babacas?

    ResponderExcluir
  9. lendo a história de j.f.rutherford pelo google é impossível saber a verdade pois a organização de jeová segue dirigida pelo pai celestial que carregar consigo a organização terrestre que não faz parte do mundo pois o mundo interiro jás no poder do iníquo.

    ResponderExcluir
  10. Uma matéria completamente ao lado da realidade e daquilo que inúmeras testemunhas contam sobre Rutherford, um homem déspota, beberrão e mulherengo que em plena época da Grande Depressão e já presidente da Torre de Vigia possuía 2 caddilacs para seu usufruto.

    Muita coisa negativa sobre ele que não foi mencionada aqui.

    Leiam:

    www.extj.net

    https://www.facebook.com/comunidade.extj/

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.