terça-feira, 9 de março de 2010

LOST CONTINUA ENLOUQUECENDO



ATENÇÃO: CONTÉM SPOILLERS

Estou tentando acompanhar LOST online, mesmo com trabalho, estudos, reuniões e afins para fazer. E a série continua me enlouquecendo no bom sentido. O sexto episódio desta sexta e última temporada foi o melhor de todos até agora, pois depois de cinco episódios confusos, alguns até chatos e finalmente tivemos um pouco de ação e impressão de que agora a coisa vai esquentar. Como já falei antes, LOST me surpreende por possuir personagens dúbios, aqui não existe necessariamente heróis ou vilões, mas pessoas com livre-arbítrios que escolhem suas direções baseadas nos seus princípios, valores ou simplesmente, desejos que algumas vezes se tornam egoístas, benevolentes ou simplesmente, racionais ou emotivos.

O que tivemos de surpresa nesta temporada? Descobrimos que a fumaça negra é o famoso "inimigo" de Jacob, apelidado pelos fãs de Homem de Preto. Vimos o retorno da Claire, só que desta vez na forma de "evil", malvada e assustadora como ela só. Descobrimos que Jacob era o cara, e que todos foram para a ilha por planejamento dele, pois achava que algum deles poderia se tornar o seu substituto, ou "candidatos". E o mais intrigante, agora temos uma realidade alternativa!!!

6×01/02: LA X [Season Premiere]

Tudo começa quando Juliet, antes de morrer nos braços de Sawyer, diz "Funcionou". Funcionou o que? A intenção ao fazer a bomba explodir era destruir o "futuro" e fazer com que o acidente que os levou a ilha nunca tivesse acontecido, e portanto, numa forma de enganar o tempo, a vida deles continuaria tranquilamente. Depois disso somos levados à primeira temporada, o avião está no ar com os nossos velhos conhecidos personagens, Kate continua sendo levada à prisão, Hurley continua sendo o milionário que recebe "conselhos" de Sawyer que continua sendo o cafageste, Jake continua indo para Los Angeles trazendo o corpo de seu pai da Austrália, Demond está ao seu lado, Locke continua paraplágico e Boone volta sem a irmã Shannon... opa, peraí, sem a Shannon? Hurley está sortudo? O que Desmond faz nesse avião? Alguma coisa está errada! E estava mesmo, depois de horas sem entender somos apresentados a realidade alternativa, criada a partir da hipótese de que o avião não caiu na ilha. Descobrimos isso quando voltamos aos sobreviventes da explosão na ilha.

Lost – 6×03: What Kate Does

Kate é uma personagem estranha, capaz de criar antipatia em uns, e a admiração em outros. Admito que gostava muito dela quando ela fazia "par romântico" com Sawyer, mas hoje é indiferente. Mas não gosto dos episódios baseados em sua história, pois seus flashbacks são muito chatos. Enfim serviu apenas para mostrar que haja o que houver, Kate será sempre uma fugitiva. Vimos tambem que o Templo será o ambiente central e que muitos segredos serão revelados a partir dele. Houve algumas surpresas simples, mas engraçadas, como o encontro de Kate com Claire e como ela diz, quase sem querer querendo, que o nome de seu filho será Aaron. Legal também foi ela ser atendida nos hospital justamente por Ethan, que assim como aconteceu na ilha, lhe deu remédios para segurar a gravidez da Claire. Gostei tambem da Claire apresentada nas duas realidades: na ilha como uma guerrilheira "Rousseu" e na alternativa como a doce e grávida Claire. Mas enfim, foi um episódio chato no contexto geral, nenhuma resposta, nenhum segredo, nada do que não sabíamos antes.

Lost – 6×04: The Substitute

Depois da chatisse do episódio anterior, tinha expectativas de que esse fosse finalmente o episódio que iria começar, principalmente porque o promo mostrava que o flash sideways (nome oficial dado a realidade alternativa) seria sobre Locke. Geralmente as histórias do Locke são interessantes. Não foi assim uma brastemp, mas deu pro gasto. Teve boas, irônicas e algumas engraçadas situações. Um revoltado Locke conhece o agora sortudo, milionário e confiante Hugo Reyes, que o indica a nada mais, nada menos, do que a Rose para lhe arrumar um emprego. No fim ele começa como um professor numa escola, aonde entre seus colegas existe um professor metódico e chato chamado Benjamin Linus, justamente o caro que tramou sua morte na temporada anterior. Foi um "susto" engraçado. Mas legal mesmo foi ver a volta dos números misteriosos. Tudo bem que não foi uma explicação do significado, mas foi interessante ver que eles estavam associados aos nossos protagonistas desde o inicio. A cena final com o "Locke do mal" mostrando os nomes deles para Sawyer foi de lascar. Vimos na temporada passada que Jacob fazia varias entrevistas com diversas pessoas no passado, e aqui desconrimos as respostas: ele queria um substituto para cuidar ou proteger a ilha.

Lost – 6×05: Lighthouse

E a coisa continuou melhorando, apesar da história ser baseada desta vez em Jack Shepard. De herói a "vilão"; é incrível como Jack tem uma rejeição enorme entre os fãs. Será que é só eu que acho as histórias baseadas em Jack interessantes? Gosto do papel de herói certinho trágico dele, do seu drama pessoal com o pai, que sempre o instigava mais como um rival. Mas o que nos surpreendeu mesmo foi ser apresentado ao David, o filho de Jack. Jack é pai? Óóóóóó... Jack sempre foi o "herói" por conveniencia, ou seja, como ele era médico e aparentemente a único a ter bom senso, sempre era visto como o líder dos sobreviventes. Mas na verdade ele sempre foi um inseguro devido às críticas e os embates emocionais com seu pai. Era um homem da ciência, disposto a seguir a razão, do que a emoção, e por isso suas decisões sempre eram questionadas pelos demais, que pensavam com o coração. Agora por meio da realidade alternativa, somos apresentados ao "Jack pai", um homem capaz de se despir de toda a sua intelecto para ser apenas um pai amoroso, capaz até mesmo de sentir fé e confiança em si mesmo. Filosofei? Pow, estou inspirado, mas fiquei realmente emocionado com esse episódio. Salvo isso, o que o pessoal do LOST BRASIL comentou muito foi sobre os comentários de Hurley sobre os esqueletos encontrados na caverna: "será que somos nós, no futuro?". Bem, não vou ficar criando teorias, até porque não sou bom nisso, por isso vou esperar os episódios futuros.

Lost – 6×06: Sundown

O melhor de todos... até agora, com certeza. Mistérios, brigas, lutas, tiros, gangsters, cenas de ação, putz, os produtores nos deu uma overdose de adrenalina. O episódio é baseado em Sayid, e os episódios baseados nele geralmente tem adrenalina, mas somos surpreendidos com um "tio" Sayid visitando justamente a Nadia, casada com seu irmão. Nossa, que loucura é essa? Bem, mas vamos lá. A série é uma resposta a uma frase destacada no video promocional aonde mostrava Sayid dizendo "aparentemente sou mal". Um dos membros de LOST BRASIL comparou o episódio a Star Wars III, quando Anakim Skywalker se torna Darth Vader. Exageros a parte, foi legal ver como Sayid aos poucos desperta para o lado negro da força. Na sua realidade alternativa Sayid faz um "homem bom" que por causa da dívida do irmão, acaba voltando a ser um assassino (ironicamente o chefe dos gangster é o Keamy, aquele miserável que matou a filha de Ben na temporada passada). Assim ele acaba deixando a maldade entrar, mata Dogen e Lennon e de quebra se torna o novo aliado do MIB ou do "Locke do mal". Gostei das cenas de ação, do encontro entre Kate e a louca Claire (isso ainda vai render um ótimo episódio) e da entrada de Ilana, Ben, Frank e Sun como parte do outro grupo. Agora sim, LOST volta a esquentar e se tornar a melhor série de todos os tempos. A cena final com uma trilha sonora emocionante ao fundo foi tocante, me lembrou muito os finais de episódio de Cold Case (Arquivo Morto, no SBT).

OBSERVAÇÕES...

# É só eu, ou alguém mais está percebendo que tudo que o "Locke do mal" diz está certo e que tudo que Jacob e Dogen falava tem se mostrado ser, no mínimo, questionável? Então porque ainda temos a impressão que Jacob é o bonzinho e o "MiB" é o vilão?

# Na verdade minha teoria continua a mesma: não existem heróis ou vilões, existem situações inversas aonde cada um deles terão que tomar decisões e assumir as consequencias disso.

# Quem é a mãe de David? Juliet?

# Uma teoria levantada por uma colega no LOST BRASIL é interessante: os flash sideways, na verdade, não seria uma realidade alternativa, mas a visão do futuro deles pós ilha. Porque ela chegou a essa conclusão? Porque tudo que acontece com eles era justamente aquilo que no fundo eles queriam que acontecesse, porém realizadas de uma forma pouco convencional por Jacob ou o MIB. Vejamos:

- Sayid está ao lado de Nádia, mas como seu cunhado embora a ame, tendo aquilo que MIB prometeu: estar novamente ao lado dela, mas não da maneira como ele queria estar.

- O desengonçado e atrapalhado Hurley que era o suprasumo do azar agora virou o confiante e sortudo empresário.

- Locke continua paraplágico, aceitando sua condição, mas está com Helen, seu grande amor, e mantém uma ótima relação com o pai, que era justamente o que ele mais queria.

- Jack parece ter superado seus problemas de relacionamento com o pai através do relacionamento com o seu filho David.

- Kayme continua sendo um escroto.

- Jin continua sendo o "mensageiro" do mafioso do seu sogro e Sun continua fingindo que não sabe de nada.

- E Kate... coitada, ainda continua foragida da polícia.

2 comentários:

  1. Andre, amigo, não me leve a mal, mas qdo o assunto é lost eu pulo a leitura do post... sinceramente, há coisas mais interessantes para vc dizer..e para eu ler tbm.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.