terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Como lidar com irmãos difíceis?


Ser ancião, ou servo ministerial, às vezes requer uma das grandes qualidades de Jeová que é a paciência. Entretanto um dos requisitos do cargo é que eles são obrigados a cultivar isso. (2 Pedro 3:9; 1 Timóteo 3:1-7) Mas o que dizer quando você é publicador, e tem que lidar com pessoas difíceis? Seus problemas acabaram, chegou o Manual do Albergue sobre como lidar com pessoas difíceis. Antes de tudo é necessário reconhecer algumas personalidades de nossos irmãos. Isso se aplica também a você, por isso, aproveite e faça uma auto-análise também, pois conhecendo a você mesmo, será mais fácil lidar com diferentes personalidades.

Claro que como uma pessoa polêmica, alguns acharão absurdo o que vou dizer abaixo, talvez diga que estou expondo a organização, os irmãos, coisa e tal, mas acreditem, só estou querendo ajudar. Afinal vivemos num mundo aonde até mesmo muitos que amam, passarão a ter outro tipo de atitude. (Mateus 24:12) Mas vale frizar que a atitude abaixo não reflete a grande maioria de nossos irmãos, que mesmo com suas perfeições se esforçam em servir a Jeová de forma integral e altruísta.


O NECESSITADO

É um carente por opção. É aquele que está sempre se fazendo de humilde. Ele não é necessariamente pobre ou possui alguma deficiência física, mas utiliza desse método para tentar conquistar a pena, e com isso, a atenção de outros irmãos. Ele sempre anda de maneira curvada, ri de maneira tímida, sempre está comentando que seu comentário foi horrível, que ele deveria ter preparado melhor, ou comenta que os irmãos costumam sair, mas "ele não sabe porque" nunca é convidado. Age como se fosse uma pessoa tímida, raramente chama a atenção da multidão para si, pois sua tática consiste em conquistar pessoas de forma individual, por isso numa festa prefere ficar sozinho do lado de fora, à espreita de uma "presa", que sentirá pena e fará companhia a ele. Com o passar do tempo o carente será capaz de causar estragos na outra pessoa pois cria uma dependência com sua insegurança artificial. Inicialmente o carente é um ótimo amigo, pois ele se apega facilmente a você e fará de tudo para agradá-lo. Porém, com o tempo, esse comportamento acaba se tornando desgastante, vira um peso, um fardo, e ele acaba se tornando uma pessoa irritante. Isso pode fazer com que a pessoa se afaste de você, mas lembre-se, ele pode se apegar facilmente a outra pessoa, o grande problema disso é que no intuito de agradar sua nova "presa", o inseguro poderá dizer tudo sobre você, inclusive aqueles velhos comentários do tipo "fulano parece ser um irmão sério, mas sabia que quando ele está em casa sozinho ele faz isso e aquilo?".

O OTIMISTA

Este é um paradoxo do carente. Além de ser extremamente comunicativo, ele é o tipo de pessoa que é tão feliz, que muitas pessoas se atraem a ele. Geralmente ele fecha os olhos para os problemas porque sempre acha que eles são passageiros ou que no fundo sempre vai existir um lado bom nas pessoas. O lado bom de conviver com eles é que na maioria das vezes, a alegria deles é contagiante. Ele é daquele tipo de irmão que todos sentem falta numa festinha, ou que transforma um serviço de campo numa rotina mais agradável. Por outro lado é o terror dos indicadores, pois geralmente gosta de ficar em pé no Salão conversando ou fazendo comentários engraçados a quem passa. De uma forma geral, são pessoas que possuem uma fé muito grande nas promessas de Jeová e costumam ser bem eficientes no serviço de campo. Mas às vezes pode esconder algum tipo de frustração ou necessidade de aceitação no íntimo e agir como o pseudo-carente.

O INGÊNUO

Este sempre fecha os olhos porque está envolto na capa da ingenuidade. Sua pureza e bondade interior o impede de ver as coisas como realmente são, e por isso, às vezes fogem da realidade. Ele é incapaz de maledicência, de crueldade, de atitudes destrutivas e tão conhecidas de nós como fofoca e falsidade. Para ele a Organização é repleta de irmãos 100% amorosos, que todos os anciãos, servos ministeriais e pioneiros são perfeitos e jamais cometerão qualquer erro. Se ele vê um irmão saindo de um motel é capaz de imaginar que ele deve trabalhar lá como recepcionista porque não conseguiu encontrar um emprego melhor. O ingênuo geralmente não é perigoso para nós, mas para si mesmo, pois geralmente, são vítimas dos destrutivos ou dos arrogantes.

O APAIXONADO

Este é um problema sério para quem tem problemas de "diabetes", ou seja, pessoas melosas demais. Extremamente românticas, fecham os olhos para tudo porque está obcecadA por aquilo que o amor (É-ros) pode lhe oferecer. A paixonite geralmente ataca as irmãs, talvez pela escassez de homens na Organização. A necessidade de ter alguém ao lado é tanta que ela nem leva em conta a personalidade, a espiritualidade e o caráter que desse alguém. O resultado é que a apaixonada está sempre pagando o "mico" de ficar visitando congregação a congregação, congresso a congresso, brilhando seus olhos para cada irmão solteiro que conhece. No caso dos homens, ele está sempre entrando e saindo de relacionamentos, o que faz com que às vezes leve a alcunha injusta de "irmão galinha". Por mais que você dê conselhos, o(a) apaixonado(a) sempre vai acreditar no amor e que qualquer dia desses Jeová lhe trará seu príncipe encantado.


O DESLIGADO

Esse está sempre de olhos bem fechados. Com a cabeça nas nuvens, ele está presente no salão do reino só de corpo, pois a mente está vagueando; nos congressos ele olha para todos os lados mas não é capaz de se fixar em especificamente nada, nem no programa. Perdido em pensamentos, ele geralmente se atrasa a um compromisso, sempre chega tarde no Salão, num dia esquece o cântico, noutro esquece a revista do estudo em casa. O desligado nem sabe o que está acontecendo, para ele tudo está bem, quer dizer, deve estar né? Enfim, é o tipo de pessoa que tropeça na própria sombra.

O ARROGANTE

Este é um dos mais difíceis de identificar, porque geralmente estão associados aos tímidos - de verdade - ou a pessoas maduras e pseudo fortes espiritualmente. O arrogante está sempre fazendo pose, tem o nariz empinado, expressão séria demais para a ocasião ou com desdém, olha todos com se fosse um ser superior. Geralmente são pessoas que possui alguma habilidade sapiente ou material; são pessoas inteligentes que comentam muito bem ou fazem excelentes discursos, ou tem um bom emprego ou um carro do ano. Mas tem também o arrogante espiritual, aquele que se sente melhor do que todos os outros porque estão no serviço de tempo integral. Acreditam que "trabalham" mais para Jeová do que os reles publicadores que só fazem uma média de 9 horas por mês. É muito comum também em Servos Ministeriais designados muito jovens, que acreditam que vêem sua designação como uma promoção no emprego. Entretando, quando falam, costumam falar de forma pausada, mansa, para dar impressão de que as coisas que pensa e diz são razoáveis, produtos de muita reflexão.

Não se engane. É pura jogada pois o que ele quer é conquistar sua simpatia para poder contar com você. É capaz de ficar conversando com um irmão idoso do Salão só para que as pessoas vejam como ele é amoroso. Se possui algum privilégio no Salão do Reino, o faz com maestria, afinal, ele é superior a qualquer outro que fizesse o mesmo. O mais ruim no arrogante, é que infelizmente os anciãos costumam cair na sua lábia e cada vez mais lhe enche de mais responsabilidades e privilégios. Os irmãos ingênuos também costumam ser as vítimas costumazes do arrogante.

O AUTORITÁRIO

Este é uma das pessoas que faz de tudo para esconder suas reais intenções. Ao menos no começo, pois com a convivência, fica impossível manter sob controle a sua vontade de mandar. É possível identificar os autoritários especialmente em trabalhos como limpeza do Salão, construção, reformas ou quando estão liderando o serviço de campo. Observem: falam alto como se fosse uma pessoa animada, determinada, segura. Geralmente se vestem de forma conservadora, mesmo quando não há necessidade, como calça social e camisa de manga longa num dia quente de sol em uma reforma de salão. Mas ele não relaxa nunca. Seus gestos são contidos, poucos e pequenos. Não acolhem ninguém, mas sempre quer impor um caminho, uma opinião, uma idéia e constantemente se aborrecem ou criticam quando ela não é aceita. Seu comentário num debate é o último e geralmente está "criticando" as pessoas do território por serem burras e ignorantes.

O IMPULSIVO

Este é um dos tipos de pessoas mais transparentes que existem, pois geralmente demonstram aquilo que são, e se orgulham disso. Se ele tiver que chorar, chora; se tiver de rir, gargalha; se ficar bravo, explode; se tiver que te elogiar, te enche de bajulação, mas se tiver que te criticar, faz sem dó e piedade. É o tipo de pessoa que confunde Sinceridade com Falta de Respeito pois comumente costumam dizer coisas sem pensar antes se vai magoar; na verdade eles até pensam, mas acham que tem sempre que falar a verdade, doa a quem doer. O lado bom é que pelo menos você sabe com quem está lidando.

O DISSIMULADO

Este sim é muito mais perigoso e até irritante até mesmo que o arrogante ou autoritário. O dissimulado não "explode" pra fora, mas pra dentro, pois são pessoas que se preocupam com a aparência e a má impressão que pode causar nos outros. Por isso articula pelas costas para que ninguém perceba que foi ele quem armou a cilada. Ele possui a famosa "duas caras", todo sorrisos à nossa frente, é capaz de ser ardiloso por trás. Não costumam ir direto ao ponto ou desviam do assunto principal, sempre dando voltas de modo que você até esquece porque, ou o quê, está falando com ele. Geralmente é muito meloso e possui uma delicadeza fora do comum que se percebe que é forçada. Ele diz é capaz de dizer te acha um irmão sen-sa-cio-nal, mas na primeira oportunidade fala mal de você para os anciãos. Ele age como se estivesse representando eternamente no palco da vida.

11 comentários:

  1. O ARROGANTE...tenho visto muitos...estão se multiplicando...Muito cuidado com eles!!!

    ResponderExcluir
  2. BIO - SABIA QUE VC É MALUCO, MAIS AGORA POSSO PASSAR RECOMENDAR A CAMISA DE FORÇA, KKKKKKKKKK.BRINCADEIRA APARTE, VAMOS VER NO QUE ESSE POST VAI DAR OU "CAUSAR".

    ResponderExcluir
  3. Mudou a aparência do blog... tá mais sério... sombrio... falta alegria.
    Quanto ao post tem irmãos que tem mais de uma característica citada, até mesmo anciãos. ui!

    ResponderExcluir
  4. Gente, a questão não é simplesmente criticar tá? É identificar e mostrar que eles existem. Agora vou preparar um manual de sobrevivência.

    ResponderExcluir
  5. Me incomoda isto de ficar catalogando irmãos. Fulano é "isso", sicrano é "aquilo". Há esta tentação, quando se faz parte de um micro-cosmo, como é uma congregação. Infelizmente, o autor deste blog, quase sempre perspicaz em seus textos, sucumbe a esta tentação.

    ResponderExcluir
  6. BIO - eu entendo que é um fato ter pessoas assim, e vamos conviver com isso sabe lá até quando houver esses sistema.Quanto ao autor "catalogar" a esses,é fato de que ele sabía que esse, como alguns post's passados, causaria um certo "furor".Mas como eu ja disse, quem não aguenta a bagaça, é melhor nem ler nada do que se escreve aqui,pois pode ter certeza que teremos pessoas mais sensiveis se sentindo feridas.

    ResponderExcluir
  7. Só Jeová para nos tolerar como somos. Se todo mundo fosse perfeito, não estaríamos nessa luta. De uma coisa sabemos (parafraseando): "Melhor um dia nos pátios de Jeová, com todos esses irmãos, maravilhosamente imperfeitos, do que em qualquer outro lugar".Sal 84:10.

    ResponderExcluir
  8. Paulo, sou Testemunha há 20 anos, fui Servo Ministerial por 10 anos, fiz parte de 10 congregações diferentes em Salvador, Aracajú e Brasilia. Acha mesmo que minhas visões são de apenas um micro-cosmo que é uma congregação? Além disso, se fosse, seria uma visão razoável, já que nosso cartão de publicador não pertence a uma multi-congregação

    ResponderExcluir
  9. hehehe se não gosta daqui pq fica lendo???

    ResponderExcluir
  10. Nees momento, ha muitos arrogantes e dissimulados na minha congregação. Parece que fazem o que querem. As vezes, confesso, tiram um pouco da minha alegria.

    Poderia enumera-los, mas não vou agredir ninguem gratuitamente.

    Oro pra que Jeová me de força (e a vocês tambem)pra suportar nossas 'pedras de tropeço', que nunca nos deixe enfraquecer espiritualmente.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente existem.
    Mas fazer o que, é a imperfeição.
    HAAAA, você esqueceu de mencionar
    os sangue-sugas que são muito poucos
    mas existem.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.