sábado, 28 de novembro de 2009

Tratamentos Alternativos - Mundo Cão?

URINOTERAPIA

Conciste na ingestão do próprio xixi para fins medicinais. Segundo os praticantes a urina é feita de 90% de água e 10% de nutrientes, hormônios, não absorvidos pelo organismo. Ao ingerir a própria urina o "paciente" estaria tratando doenças como alergias, doenças autoimunes, infecções, queimaduras e até câncer. O tratamento ainda não tem comprovação científica, mas por ser considerada inofensiva, não é proibida em nosso país.

TRANSFUSÃO FECAL

O uso do cocô de um doador para tratar de problemas no intestino de outra pessoa. Criada por um médico australiano, a nojenta terapia conciste na aplicação das fezes alheia no intestino doente por meio de um tubo introduzido a partir do nariz. O cocô é batido num liquidificador junto com uma solução salina até se tornar um líquido fétido, mas homogêneo. Depois é coado para reter as partes sólidas que não foram diluídas. Com uma seringa o médico injeta o líquido fecal pelo tubo enfiado no nariz do paciênte até o estômago. Segundo os praticantes, isso ajuda a restabelecer a flora intestinal entre outras.

LARVATERAPIA

Esta tecnica conciste em utilizar a larva da mosca varejeira para "limpeza" de feridas como uma biocirurgia. Por incrível que pareça, este método é bastante popular no México. A idéia é simples, as larvas comem apenas as células necrosadas e não comem as células ativas, portanto a idéia é deixar as larvas num ferimento de modo que as células podres são digeridas enquanto as vivas vão se multiplicando. Como as células mortas não posseum mais fibras nervosas o paciente não sente dor. O tratamento dura cerca de seis meses e serve para auxiliar no tratamento de ferimentos e úlceras de pele em pessoas com dificuldade de cicatrização, como diabéticos.

APINPUTURA

Um tratamento feito com o veneno de abelhas melíferas, que segundo os adeptos, tem ação anestésica e anti-inflamatória. Na versão mais radical, o paciente é ferroado pela próprias abelhas. O tratamento é feito para dores em geral, reumatismo, artrite, infecções na pele, doenças oftalmológicas e até câncer. O tratamento não possui comprovação científica e algumas pomadas e cremes feitos à base do veneno destas abelhas são proibidas no Brasil.

HIRUDOTERAPIA

Muito comum nos Estados Unidos, em Portugal e em Israel, esta terapia conciste em utilizar as sanguessugas para sugar sangue de partes do corpo que sofreram hematomas decorrentes de cirurgias plásticas e reimplantes de pequenas partes do corpo como dedos ou orelhas. A sanguessuga ao sorver o sangue da região implantada faz com que os vasos sanguíneos se ativem ao ter o sangue circulando pela região.

DESCAMAÇÃO COM PEIXES

Para tratamento estético e de uma doença chamada psoríade. Os pés do paciente são mergulhados numa espécie de aquário com cem peixinhos "garra rufas" que não param de dar pequenos beliscões e remover peles mortas, cuticulas, calos e afins.


E aí? Qual vai encarar?

6 comentários:

  1. Fala sério, essa de transfusão fecal e de virar o estomago, é preferível aguardar a ressurreição´
    éca...rsrsrs

    Cléo-SP

    ResponderExcluir
  2. Acho que se o Criador quisesse que a gente comesse m#$@@@ e bebesse a própria urina, Ele teria criado as saídas junto da entrada.

    ResponderExcluir
  3. "Acho que se o Criador quisesse que a gente comesse m#$@@@ e bebesse a própria urina, Ele teria criado as saídas junto da entrada." [2]

    GOSTEI! HAHAHAHAHAH

    ResponderExcluir
  4. BIO- MI FORMAÇÃO É BIOLOGIA. E NAO VOU NEGAR QUE DURANTE O CURSO VEMOS MUITAS PORCARIAS( FOTOS DE DOENÇAS, CADAVERES,EXPERIENCIAS NOJENTAS ETC. MAIS NADA SE COMPARA A ESSE CIRCO DE HORRORES QUE NOS APRESENTOU. BEM, TEM MALUCO PRA TUDO.

    ResponderExcluir
  5. BIO - O QUE LEVA PESSOAS A SE SUBMETEREM A COISAS TAO BIZARRAS COMO ESSAS? NÃO DA PRA ENTENDER

    ResponderExcluir
  6. As pessoas estão desesperadas, sofrendo e querendo respostas imediatas.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.