quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Os Melhores Álbuns de 2008


10º - Kitaro (The Definitive Collection)



Todas as vezes que assistia a um drama japonês, chinês ou coreano, eu tinha a impressão que a trilha sonora era conhecida de algum lugar. Depois percebi que todas elas bebiam da fonte de Kitaro. Eu era adolescente quando comprei meu primeiro vinil do Kitaro. Alguns chamam de New Age, mas eu chamo simplesmente de Kitaro. Seu estilo é único. É fechar os olhos e relaxar.

9º - Metallica (Death Magnetic)



O grande problema das bandas de hard rock depois de se “vender” à mídia e fazer sucesso pop é retornar às origens, esquecer de tudo que fazia antes e virar um fracasso. No caso do Metallica não ocorreu isso.Um dos melhores álbuns que não fica à dever nada à “Kill´em All”. Se "St. Anger" parecia falso, "Death Magnetic" é com certeza a redenção.

8º - Santogold (Santogold)



Chega de Rihanna, Mariah Carey, Beyonce, Pussicat Dools e todas essas mulheres chatas que o hip hop americano nos enfia goela abaixo pela MTV HITS e pelas FM. Eu queria novidade, algo diferente, original. Quando ouvi "Lights Out" no Youtube, me apaixonei por esta negra que promete ser a nova sensação da música em 2009.

7º - The Killers (Day & Age)



Eles fizeram o inesperado: mudou de som. Metade dos fãs detestaram e outra metade amaram o novo álbum desta banda americana mais britânica que existe. Eu fiquei em cima do muro. Faltou as guitarras e sobraram teclados. Aquela vêia cômica e irônica das letras deram lugar a versos bonitinhos e de auto ajuda. Estão parecidos com o U2 (argh). Mas apesar de tudo isso, eu continuo gostando desses caras. Estão no meu top 10 e valeu cada centavo que paguei por este CD, não importa o que digam.

6º - The Cure (4:13 Dream)



Sabe aquele time irregular que ganha muito mais pela força da camisa do que pelo futebol? O The Cure aparece assim neste álbum que não traz nenhuma novidade, apenas o velho The Cure de sempre com a voz única de Robert Smith e só. E isso por si só já motivo suficiente para estar entre os melhores, afinal eles formam uma das melhores bandas tradicionais do período pós-punk da década de 80. É o The Cure cara!

5º - Vampire Weekend (Vampire Weekend)



O que é isso? Rock, New World, Indie, alternativo, sei lá. Só sei que é bom. Os caras misturam teclados, batidas africanas, guitarras e enfim, uma salada mista que formou uma das mais gostosas novidades deste ano.

4º - Keane – The Perfect Simmetry



Virou mania das bandas mudarem o som de um álbum para o outro. Este segue a linha do The Killers ao contrário; em vez de baixar, aumentaram o som das guitarras e o resultado ficou muito legal. mas estranho, no bom sentido. O fã tradicional também odiou, mas agente vai crescendo e aprendendo a ser eclético.

3º - ColdPlay (Viva La Vida)



Pessoalmente eu acho os integrantes da banda muito chatos. Alguns fãs deles também são, principalmente aqueles que dizem gostar do Cold Play para dizer que são intelectuais e que curtem uma boa música. Mas o ColdPlay finalmente mostrou que é uma grande banda e não apenas uma cópia do Radiohead. Só não digo que é o melhor deles, porque jamais conseguirão fazer álbum melhor que "A Rush a blood to the head".

2º - MopTop (Como se comportar)



Quando eles surgiram fazendo um rock acelerado e com qualidade, diferente do que era feito no Brasil, alguns críticos desceram a lenha dizendo que eles eram uma versão brasileira dos The Strokes. Em vez que aceitarem como um elogio, engoliram a pilha e fizeram um disco mais morno que o primeiro, mas nem por isso ruim. O único representante brasilieiro em minha lista.

1º - AC/DC (Black Ice)



Uma grande banda de rock que se dá o respeito e cultua uma legião de fãs é aquela que não muda seu estilo para agradar à mídia ou as gravadoras mesmo após anos e anos. O álbum mais vendidos dos Estados Unidos veio de uma banda australiana e tradicional. Quem pensou que AC/DC havia acabado teve que se render. Escuta aqui que isso aqui é rock´n´roll.

3 comentários:

  1. Na minha lista dos melhores albuns de 2008, estariam "Dig Out Your Soul" do Oasis e "Oracular Spectacular" do MGMT

    ResponderExcluir
  2. OASIS ficou muito repetitivo, sei lá, não gostei. Ja MGMT, não ouvi, mas acatar sua sugestão.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.