terça-feira, 4 de agosto de 2015

VOLTE PARA JEOVÁ



O maior presente para os desassociados neste maravilhoso CONGRESSO IMITE A JESUS foi o lançamento da brochura "Volte para Jeová".  Um precioso modo de dizer a todos que se afastaram de Jeová que nosso Deus ainda considera você importante.

Segue abaixo a Carta do Corpo Governante impressa na página 2:


"Querido irmão:

Como você sabe, a Bíblia é basicamente um livro sobre pessoas. Muitas foram pessoas fiéis que enfrentaram desafios parecidos com os nossos. Elas tinham “sentimentos iguais aos nossos”. (Tiago 5:17) Algumas ficaram sobrecarregadas com problemas e ansiedades. Outras foram profundamente magoadas por pessoas de sua família ou por irmãos cristãos. E ainda outras foram atormentadas por sentimentos de culpa por causa de erros que cometeram.

Por causa disso, algumas pessoas se afastaram de Jeová. Mas será que elas o abandonaram completamente? Não. Muitas estavam na mesma situação do salmista, que orou: “Afastei-me como uma ovelha perdida. Vem procurar o teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos.” (Salmo 119:176) Esse também é o seu caso?

Uma irmã relembra a época em que servia a Jeová ao olhar as fotos de um álbum
Jeová nunca se esquece de seus servos que se afastam do rebanho. Pelo contrário, ele procura se aproximar deles, muitas vezes por meio de seus companheiros cristãos. Veja, por exemplo, como Jeová ajudou seu servo Jó, que enfrentou muitas calamidades, incluindo crise financeira, morte de pessoas amadas e um grave problema de saúde. Jó também teve de aguentar palavras duras ditas por pessoas que deveriam ajudá-lo. Mas ele nunca virou as costas para Jeová, mesmo tendo se desviado do ponto de vista correto por um tempo. (Jó 1:22; 2:10) Como Jeová ajudou Jó a pensar da maneira correta?

Uma das maneiras de Jeová ajudar Jó foi por meio de um companheiro de adoração chamado Eliú. Depois de ouvir Jó falar sobre suas preocupações, Eliú se sentiu motivado a dizer algo. O que ele diria? Será que ele criticaria Jó ou tentaria usar o sentimento de culpa ou de vergonha para motivá-lo a reagir? Ele se sentia superior a Jó? Longe disso! Movido pelo espírito de Deus, Eliú disse: “Perante o verdadeiro Deus, sou exatamente como você; eu também fui formado do barro.” Daí ele garantiu a Jó: “Você não deve ficar apavorado, com medo de mim, e nenhuma pressão da minha parte deve esmagá-lo.” (Jó 33:6, 7) Em vez de aumentar o sofrimento de Jó, Eliú amorosamente ofereceu o conselho e encorajamento que ele precisava.

Foi com esse sentimento que preparamos esta brochura. Primeiro, ouvimos e consideramos cuidadosamente as circunstâncias e as expressões de várias pessoas que se afastaram. (Provérbios 18:13) Depois, recorremos às Escrituras e, com oração, examinamos os relatos de como Jeová ajudou seus servos do passado que enfrentaram situações parecidas. Por fim, juntamos esses relatos bíblicos a experiências da atualidade para produzir esta brochura. De coração, convidamos você a considerá-la. Tenha certeza de que o amamos muito.

Corpo Governante das Testemunhas de Jeová"


Se não teve oportunidade de receber um exemplar, poderá ler a brochura e se beneficiar dela no site JW.ORG

_________________________

PS: Finalizando a leitura da brochura na página 15 sob o título "Perguntas sobre voltar à Jeová" mostra que ela foi produzida especialmente para os inativos. Ainda assim, toda ela pode ser usada pelos desassociados para ter igual proveito.

29 comentários:

  1. Poxa André,
    Você já entregou o presente...
    Fiquei triste, pois, ainda não assisti ao congresso...

    ResponderExcluir
  2. Desculpa. É que me emocionei tanto, fiquei tão feliz PELA PRIMEIRA VEZ a Organização fazer algo tão direto para os inativos e desassociados, que me empolguei. :(

    ResponderExcluir
  3. Estou desassociado vai fazer três meses, eu fui todo empolgado pro Congresso que acabou hoje :(, mas não esperava o lançamento dessa brochura. Tenho dois amigos desassociados que também amaram. Estou ansioso para estuda-la. Embora a desassociaçao seja dolorosa e uma disciplina firme, Jeová ama todos aqueles que um dia o serviram lealmente. E mesmo aqueles que se revoltaram contra a organização ou ate mesmo contra o próprio Jeová, o desejo de Jeová é q essas pessoas dêem meia volta e voltem a servi-lo lealmente. Infelizmente porém, muitos não fazem isso.
    Mas enfim, essa nova brochura é como um chamado amoroso de Jeová: VOLTEM PRA MIM. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou desassociada a 2 anos e me emocionei muito c essa broxura

      Excluir
    2. Estou desassociado a 5 meses , não vejo a hora de voltar.

      Excluir
  4. Viu como vc é nocivo!? Fica querendo dar uma de escravo fiel e prudente, mas só faz besteiras. Vá estudar, ô mente ociosa!!! Deixe os assuntos espirituais para quem tem habilidade

    ResponderExcluir
  5. Caro André,
    Desculpe comentar como anônimo, mas acredito no momento ser melhor.
    Estou desassociado a mais de 30 meses e assistindo regularmente as reuniões ininterruptamente já a mais de 9.
    Demorei um bom tempo desde que comecei a assistir as reuniões para voltar a me sentir em casa no Salão do Reino. Hoje em dia, eu consigo assistir a toda uma reunião sem me lembrar que estou desassociado.
    Tanto que às vezes eu consigo chegar dois ou tres minutos antes do cantico inicial, e sem ver problema algum, me sento em meu lugar e aguardo o início da reunião as vezes lendo a Bíblia. Da mesma forma, aguardo o término da oração final, para então me retirar de meu lugar e ir embora.
    Pois bem, após algum tempo, resolvi convidar alguns colegas e parentes não cristãos a ir comigo a uma reunião, e alguns desses aceitaram o convite.
    Isso parece ter gerado um desconforto em alguns da congregação que provavelmente queriam cumprimentar os meus convidados, mas não o fizeram porque estes entraram e saíram do Salão em minha companhia.
    Algumas semanas depois, os anciãos me chamaram para uma conversa, onde eu, pensando que me falariam dos procedimentos que devo cumprir para ser readmitido, prontamente aceitei o convite.
    Para a minha surpresa, apesar de um dos anciãos ter sido muito educado, eles me pediram para não mais levar convidados até que seja readmitido e que eu evitasse chegar antes da reunião começar. Que eu aguardasse do lado de fora até que tivesse se passado todo o cantico e oração iniciais, para só então, entrar no Salão do Reino e me sentar.
    Pediram também que eu, logo que começasse o cântico final, já me dirigisse para a porta de saída, e que ouvisse a oração final dali, para que eu fosse o primeiro a sair do Salão.
    Obviamente, perguntei o porquê disso, e eles me disseram que é pra não constranger os irmãos e que a orientação é essa.
    Meu caro André, estou seguindo essa "orientação", mas com isso me contrariando profundamente.
    Já enviei a carta pedindo minha readmissão e estou aguardando.
    Mas fico com essa dúvida: o que me pediram para acatar, é de fato uma orientação? Digo, existe isso em alguma publicação ou pelo menos em alguma carta de Betel aos anciãos?
    Se algum ancião me disser que já LEU (com os próprios olhos) uma carta com essa instrução, OK, acreditarei. Mas caso contrário, não estariam eles me pedindo para acatar um COSTUME?
    Se esse for o caso, não estariam agindo eles iguais aos fariseus dos dias de Jesus, que desconsideravam a lei em favor de seus próprios costumes?
    Caso tenha algo a me esclarecer - ou simplesmente algo a dizer - sobre esse assunto, ficarei muito grato.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu também estou voltando para Jeová e espero que o que vou te dizer aqui te ajude.
      Li o que você esta passando. O que acontece é que sempre tem congregações com irmãos mais maduros e outras menos. Vou te contar o meu relato e depois te dar um conselho a respeito disso.
      Quando comecei a frequentar as reuniões eu ficava com muito medo e vergonha e esperava lá fora, saia correndo e as vezes estava sem publicação. Os anciãos observaram isso e me chamaram para conversar, os anciãos da minha congregação são muito amorosos, disseram As novas orientações é que não precisa mais sair correndo e nem ficar na rua, você pode chegar entrar , sentar , esperar , assistir, ouvir oração final pegar sua bolsa e ir embora. Não tenha medo e vemos que as vezes você não tem publicação. Você pode ir até o balcão e pegar a publicação que precisar. A única coisa que não pode é falar com os irmãos , se alguém vier falar contigo diga que não pode conversar.
      Você não imagina como me senti melhor . Fiquei feliz demais com isso. Senti Jeová me acolhendo .
      O conselho que vou te dar pode parecer estranho mas acredito que seja algo sábio de se fazer: mesmo que eles estejam errados , acate, mostre a Jeová humildade e ore a Jeová pedindo que perdoe eles, coloque na sua cabeça que se VC há se arrependeu e está se esforçando para mudar significa que Jeová já te perdoou. E não ligue pra quem te olhaa feio , isso é falta de madureza cristã . Afinal nós somos as ovelhinhas que Jeová vem carregando de volta .
      Quanto a levar alguém com você , eu acho bom esperar voltar mesmo . Porque uma pessoa que não serve a Jeová não entende o porque ninguém fala conosco , acha que é falta de amor e não é isso que queremos que ela pense. Os anciãos prestaram contas a Jeová , quando não cuida bem do rebanho, isso está escrito na bíblia , li esses dias. Então não se preocupe que Jeová vê tudo. E cuidado com a apostasia, com quem fala mal de Jeová e não respeita autoridade. Pode ser prejudicial. Leia muito as publicações e ore muito. Assim logo VC retornará. Espero ter ajudado. Um abraço!!! Fique firme satanás quer que você desista então pensar que tudo é no tempo de Jeová e que ele ve tudo e já vê seus esforços.
      :)

      Excluir
  6. Anônimo 1: Vamos marcar um dia para eu te dar uma 'surra de Bíblia'? Rsrsrs... Como diz um ancião, meu problema é que eu estudo a Bíblia demais. Ele pede para eu olhar a Bíblia com mais fé e menos conhecimento.

    Anônimo 2: Infelizmente, alguns anciãos agem de forma desarrazoada. A desassociação, apesar de todos as aberturas dada pela Organização, ainda é tratada sem tato por alguns. Quer dizer que os seus amigos vão ter que esperar você voltar para ter a chance de servir a Jeová? Absurdo. O que aconselho? Mude de congregação! Se não for tão fácil assim, então explique a seus amigos sua condição e como as TJ agem. Eles podem ir contigo, mas você se levantar na hora do cântico ouve a oração e sai, e espera eles lá fora. Isso dá oportunidade dos irmãos falarem com ele.

    Quanto a oração e cantico inicial, particularmente eu prefiro assim. Mas acredita que em determinada congregação fui repreendido por causa disso? Eles disseram que eu deveria entrar e ouvir o cântico inicial e oração, "senão não receberia as bençãos de Jeová". Sinceramente não sei qual a orientação nesse sentido, mas como disse antes, se não puder mudar de congregação, acate. É melhor do que criar uma situação de confronto com os anciãos.

    Só não desista por isso. Que Jeová te abençoe.


    ResponderExcluir
  7. Acho isso ridículo. Tentar colocar coisas que não fazem parte da situação. Se os irmãos ficam constrangidos os anciãos que vá falar com eles e dizer que não tem problema. O fato de ser desassociado não significa deixar eles poder fazer o que quiser conosco. Assisto a reunião todinha do começo ao fim, incluindo cântico e orações, e que eles ousem em me mandar sair antes, que mando procurar na bíblia essa baboseira ou escrevo pra bétel comunicando essas falta de respeito conosco. E é falta de respeito com quem está se esforçando a voltar. Não caia nessa, tem ancião que quer ser dono da congregação.

    ResponderExcluir
  8. Estou frequentando o salão há uns 10 meses, nunca tive esse problema. Aliás eu que ficava constrangida com alguns irmãos que me cumprimentavam sem saber minha situação. Hoje todos sabem, me tratam com respeito, nunca fui impedida de nada dentro do salão, inclusive fico esperando sentada meu esposo que é estudante.
    André ainda não entendi vc, sinceramente, não é apostada, mas afinal quer voltar? ou ainda está perdidão como fiquei por anos?

    ResponderExcluir
  9. Justamente Anônimo, é esse tipo de atitude que espero das pessoas. Que saibam quais são seus direitos e deveres.

    Tutubelo? Não sei... posso voltar e ainda continuar com esse blog ajudando desassociados? Posso voltar e continuar tendo opiniões avalizadas pela Bíblia ou terei que me calar cada vez que um ancião falar uma besteira de origem pessoal? Tenho medo de voltar por essas coisas. Por enquanto, vou assistindo as reuniões...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh André, voltei a visitar este blog apenas para saber se tinhas voltado. Mais importante que este blog ou que qualquer coisa é a nossa relação com Jeová. Achas que vais ajudar um desassociado continuando desassociado? Mais do que conhecimento é mesmo a sabedoria. Quem quiser voltar para Jeová e para junto do seu povo sabe que poderá voltar. Volta logo k vou aí ao Brasil dar te um forte abraço.

      Excluir
  10. Eu li a revista e sinceramente não me parece que foi escrita para desassociado. Todos os artigos são bem claros em mencionar irmãos inativos. A nenhum momento cita situações com desassociados. Com todo respeito não vejo que ela foi escrita pra desassociado, mesmo que digam que leve em consideração como se fosse. São ótimos artigos, tomara que muitos inativos consigam tirar proveito. Agora pra desassociado, cá pra nós, não me tocou como se fosse escrita pra mim. Prefiro uma publicação especifica e direta pra desassociado, mesmo que tenha uma escrita com a dureza que já sabemos que temos que passar. Estamos numa condição totalmente diferentes dos inativos, pois eles são considerados irmãos na fé que precisam de ajuda dos irmãos. Nós desassociados não temos nenhum vinculo mais com a congregação e não existimos mais para os irmãos, não podemos ser ajudados por ninguém, temos que evitar todo e qualquer tipo de contato com os irmãos, ninguém pode fazer oração por nós, temos que nos reerguer sozinhos com ajuda apenas de Jeová. Então me desculpe se eu estou sendo arrogante mais não vejo esta revista escrita para desassociado, não me encaixo nela. Respeito quem acha que é. Apenas minha opinião. Sou desassociado e sei perfeitamente minha condição. Não tem nada a ver com o que foi passado na revista. É totalmente escrita para irmãos. São somos considerados irmãos, portanto não foi feita pra nós. Grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  11. Um bom questionamento ao debate... vou reler sob esse ponto de vista. ;)

    ResponderExcluir
  12. Olha pessoal, estou desassociado e estou frequentando o salão novamente há 5 meses. Já penso em escrever a minha carta mês que vem, mas sobre essa questão do momento de entrar e sair do salão faço normalmente como os outros, entro no inicio do cantico e na hora de sair saio depois da oração. Nenhum ancião até agora me chamou a atenção por causa disso. Infelizmente as vezes tem anciãos que exageram um pouco em certas coisas. Alguns dias atrás chamei a casa dos meus pais um amigo nosso que já me conhece desde a barriga da minha mãe e ele é ancião em outra congregação vizinha. Chamei ele para esclarecer alguns assuntos e tirar algumas duvidas. Ele me disse que até mesmo nós como desassociados podiamos dirigir estudo bíblico e que isso foi até orientaçao de um superintende de circuito. Ele também me disse que na congregação dele foi feito uma vez um arranjo até para um desassociado ir para o congresso no arranjo de onibus. Os anciãos avisaram para os irmãos responsaveis pelo arranjo sobre a situação do desassociado e ele se sentou sozinho no ultimo banco do onibus, esperou todos descerem e ele desceu por ultimo e na hora de ir embora a mesma coisa. Então creio eu que a questão da desassociação par alguns anciãos é meio controversa pois enquanto alguns procuram ajudar o desassociado a voltar a Jeova (o que é obrigação de todos eles) alguns criam impecilhos sem necessidade alguma, mas como o André disse procurem ir em outra congregação. Pode demorar mais um pouco, mas pode ser menos hostil.

    ResponderExcluir
  13. O autor deste blog ten problemas de interpretação.

    ResponderExcluir
  14. "...posso voltar e ainda continuar com esse blog ajudando desassociados?" Você está fazendo um excelente trabalho (sic)! Você deve acreditar que Deus te deu tal missão

    ResponderExcluir
  15. A carta escrita na revista pelo corpo governante também está direcionada para cristãos inativos. Até porque eles chamam de queridos irmãos. Os inativos são irmãos. Os desassociados não são irmãos, pois não fazem mais parte da irmandade cristã. O desassociado pode até ser aconselhado pelos anciãos a ler como se fosse pra ele, mas não é. A revista é escrita totalmente para Testemunhas de Jeová inativas.

    ResponderExcluir
  16. Puxa, vocês tem razão. Estava tão empolgado que não me atropelei. Na página 14 em "Perguntas sobre voltar para Jeová" deixa claro que ela é direcionada apenas aos inativos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite caro André.
      Meu marido e eu estamos desassociados a exatos 13 anos e sunceramente chorei muito quando li esta brochura.
      Me senti realmente como uma ovelha importante para jeova.
      Porem ja tentei ser readmitida por inúmeras vezes e nunca consegui.
      Escrevi duas cartas e entreguei aos anciãos mas sequer vieram falar comigo.
      Sendo assim hj nao consigo mais ir nas reunioes e nem oraçao consigo fazer.
      Pois nunca tive ajuda ou posiçao de nenhum ancião.
      Embora ja parei um anciao e pedipelo amor de jeová me ajudem a retorna.
      O que ele fez foi pegar o numero do meu celular e nunca ligar.
      Por essa razao perdi toda força e vontade que eu tinha.
      Por favor me diga o que fazer neste caso.

      Excluir
  17. Cara, você descobriu a roda. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  18. Parece que vc se julga sábio menosprezando pessoas com mais idade e conhecimento. Não sou T J nunca fui e sou grato a Deus pela iniciativa de Raymond Franz com sua grande paciência e humildade de trazer a público a podridão que as Organizações Religiosas de forma generalizada são. Tudo o vc aprendeu nas reuniôes são letras. E como está escrito:"a letra mata, mas o Espírito vivifica..." Paulo escreveu: O meu evangelho não consiste em persuasão de palavras (letras), mas sim em demonstração do Poder de Deus(O Espírito que vivifica)... Essa é a diferença entre as Superorganizações Religiosas como a sua e milhares de outras até mesmo indocumentadas. Na sua nunca se ouviu falar em nenhuma manifestação do Espírito Santo enquanto fora dela Ele - O Espírito Santo opera com total liberdade. "E foi para a liberdade que Cristo nos libertou..."Gálatas 5:1. Ele - O Espírito Santo, não é propriedade de nenhuma igreja, comunidade, associação, seja lá como queiram se auto denominar.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Anônimo, Raymond Franz fazia parte de uma comissão de 12 "pessoas com mais idade e conhecimento", mas pra você evangélico, só lhe é conveniente a opinião de Franz porque satisfaz às suas opiniões.

    Vou lhe fazer duas perguntas:

    (1) Já que as Superorganizações Religiosas - e acredito que inclua também a Católica, Universal e outras igreja$ neopentenco$tai$ que são grandes impérios - são podridão, onde está a salvação? Me convença o que sua igreja tem de diferente das igreja$ neopentenco$tai$

    (2) Qual sua visão "Manifestação do espírito"? Ficar em transe, dançar feito louco, falar um monte de palavras impronunciáveis que não serve na prática pra nada?

    ResponderExcluir
  21. penso o seguinte, somos desassociados e inativos, e mais "ovelhas sem pastor", portanto, foi escrito a todos q precisam e no fundo querem voltar pra Jeova

    ResponderExcluir
  22. A brochura não conhecia, me parece muito especial própria para encorajar quem está numa situação nefasta como a de Jó, sem parâmetros titutalistas. Pretendo ler assim que chegar na congregação pois não pude ir ao congresso, entretanto há no vídeo de novembro da tvjw uma sessão especial aos que necessitam deste encorajamento que irão se edificar. Queria deixar como encorajamento meu a todos os desassociados que querem voltar o texto de Isaías 57: 15 e 63: 16. Que Jah vos abençoe!

    ResponderExcluir
  23. Não sabia da brochura, me parece muito especial própria para um encorajamento aos que se sente como Jó em uma situação nefasta, após uma agnada na vida que não respeita nenhuma titularidade ou termos discutíveis. No tvjw deste mês há uma sessão dedicada a este encorajamento que me senti tocado, tenho certeza de quem assitir também se sentirá encorajado. Vou aproveitar e deixar aqui dois textos que me emulam que são Isaías 57:15 , e 63:16, como meu encorajamento a todos que querem voltar! Que Jah o nosso Deus vos abençoem!

    ResponderExcluir
  24. Concordo plenamente, um desassociado não é uma ovelha perdida, aliás ele está

    muito mais abaixo de uma "ovelha perdida", na cadeia de importância pra

    Organização e pros irmãos.
    Portanto, também acho que esta brochura não foi escrita para nós.

    Sabem amigos, tem coisas que, embora eu aceite, são difíceis de entender, quando

    comparo um desassociado com um inativo ou ovelha perdida.

    Por exemplo, quando alguem se torna inativo, ou ovelha perdida, muitos ficam 5,

    10, 15 anos, ou até
    mais, afastados. Será que tais, durante este tempo todo, continuaram tendo uma

    conduta limpa, sem se envolver em coisas erradas? Difícil acreditar, pois nesta

    condição de inativo, duvido que a consciência destes funcione bem. Pode ser que no

    caso de alguns, continuem amando a Jeová, e não se envolvem em coisas erradas.
    Mas, venhamos e convenhamos, uma boa parte se envolve em pecados crassos, como

    fumo, bebedeira, fornicação, imoralidade, adultério, etc.

    E o que acontecesse? Quando pisam no salão do reino, são abraçados pelos irmãos,

    como se nada tivesse acontecido, tal como o pai da parábola do filho pródigo, que

    abraçou seu filho perdido.

    Agora, um desassociado, que por fraqueza tenha caído vítima de pecado grave, nesta

    condição, por mais arrependido que esteja, será sempre desprezado por todos,

    enquanto estiver nesta situação.

    Ou será que o pai da parábola, disse pro seu filho perdido: Filho, está mesmo

    arrependido? Então vou dar um tempo pra voce, pelo menos um ano. Durante este

    tempo voce pode vir aki em casa, se alimentar todo dia, mas terá que sair em

    seguida, sem sequer, olhar e falar com alguém. Depois deste um ano, se eu achar

    que voce está realmente arrependido, eu perdoo voce. Até lá, esta será sua

    disciplina.

    Será que é isso que nos passa a parábola? Dificilmente. O que prova que ela se

    aplica, me desculpem, na minha opinião, unicamente a inativos, "ovelhas perdidas".

    Por isso, nossa luta é apenas nossa, de mais ninguém. É duro admitir isso, mas é a

    mais pura verdade.

    Aliás, eu gostaria muito de saber qual o procedimento dos anciãos no que diz a um

    inativo, ovelha perdida, que por anos, se envolveu em pecados crassos durante seu

    afastamento. Simplesmente é perdoado e pronto? Vida nova?
    Se alguem souber de algo, por favor, me informe, pois eu gostaria de saber.

    A única informação que tenho é que, se este inativo não mais está "pecando", ele

    pode voltar a servir a Jeová. E só isso? Como fica o resto?

    Não estou questionando nada, foi como eu disse no início, aceito todas as

    determinações da Organização de Jeová, e sei que ela é a única com a verdade, mas

    que tem coisas difíceis de entender, tem sim. Me desculpem minha sinceridade. Dói

    ter que admitir isso.

    Bom, mas enfim, a Brochura é excelente. Cumpre seu objetivo de motivar os

    inativos, "ovelhas perdidas" a retornarem pra Jeová, e sinceramente, é meu desejo

    que a maioria destes, senão todos, se possível, se aproveitem desta oportunidade

    ímpar.

    Quanto a nós, caros amigos, que não somos ovelhas perdidas, aliás, nem ovelhas

    somos mais, nossa luta para retornarmos para a Organização de Jeová, será árdua e

    difícil, mas tenho certeza que conseguiremos também, são meus sinceros votos a

    todos.

    Um grande abraço.


    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.