sábado, 30 de março de 2013

O CASO PAULA FERNANDES

Quando comecei a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová há 27 anos, o fato d´eu ter sido evangélico me fez ficar muito tempo dividido entre dois mundos. Impossível não fazer comparações, mas que logo iam se dissipando quando conhecia a verdade bíblica. Uma coisa naquela época, me havia chamado a atenção: a discrição de nossa Organização. As Testemunhas de Jeová pregavam de casa em casa, e só! Não tinha programas na TV, nem programas de rádio, não faziam "cultos" nas ruas, não promoviam debates na mídia e raramente davam entrevistas. Acostumado com o a forma evangélica, questionei ao meu instrutor que me respondeu o seguinte: "Pregamos sobre o Reino, queremos que as pessoas conheçam a Jeová, não queremos que isso se torne um circo." Sob críticas e perseguições, hoje existem mais de 7 milhões de Testemunhas de Jeová no mundo, 80% delas advindas da discreta  pregação de casa em casa. (Atos  20:20).

As Testemunhas de Jeová não querem chamar a atenção para elas, salvo, se for para defender nossa fé.  Não nos intrometemos nos assuntos deste mundo, porque sabemos que a justiça, saúde e segurança só serão estabelecidos pelo governo de Deus.  Durante anos, com o advento da internet, a Organização sempre relutou em permitir que os irmãos entrassem em redes sociais, primeiro, para não expor os irmãos ao feitiço do mundo de Satanás, e segundo, para não acontecer justamente o que aconteceu recentemente com o caso Paula Fernandes. 


Por causa da falta de bom senso de alguns, as Testemunhas de Jeová tiveram um tipo de
exposição que não acrescenta em nada na pregação das boas novas.



Fui pego de surpresa quando começou a pipocar em fins de fevereiro, na rede, notícias de que as Testemunhas de Jeová estavam boicotando Paula Fernandes por ela dizer que suas canções, supostamente, seriam espíritas. Gente, eu sou viciado em internet, fico praticamente conectado quase o dia todo, tenho muitas testemunhas de Jeová de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília no meu perfil do Facebook,  e sinceramente, não vi sequer uma "campanha" de algum irmão contra Paula Fernandes.  Ainda assim, segundo o jornal Correio a Bahia, a tal mensagem que um irmão postou teve cerca de 15 mil compartilhamentos (na foto produzida pelo jornal, já haviam quase 9 mil. Veja mais aqui ) e a atitude impensada de uma pessoa, acabou se propagando e a Organização de Jeová virou motivo de piada. Um vitupério contra o nome de Jeová.

Depois disso, passei a entender porque os irmãos sempre foram contra a entrada de cristãos nas redes sociais. Lembro da época em que um perfil no Orkut era motivo de perda de privilégios na congregação. Atualmente, ficou difícil segurar a entrada desses jovens no Facebook, e o resultado da falta de bom senso custou uma exposição que não contribuiu em nada para a divulgação das boas novas. 

Sobre a Paula Fernandes, o que posso dizer é o seguinte: "À César as coisas de Cézar, a Deus as coisas de Deus." (Luc.20:25). Na entrevista ao programa Show Business ela realmente se declara espírita e que algumas canções são feitas com inspiração de um médium. A Lei de Deus é clara quanto a se manter afastado de espíritas e médiuns. (Lev.19:31; Isa.8:19) Se você acha que quando ela canta "eu quero ser pra você a lua iluminando o sol" possa atrapalhar sua relação com Jeová, basta não ouvir. Contudo, permita-lhes lembrar de uma coisa: e quanto aos demais de centenas de cantores que você ouve e que não sabe a procedência da canção? Ouvir MC Catra é menos ilícito do que ouvir Paula Fernandes, só porque as canções dele não tem suposta origem mediúnica?  Irmãos, coloca uma coisa na cabeça, todas as canções seja ela qual for é do mundo!, e salvo se você ouve apenas as Melodias do Reino, criticar uma música ou artista é no mínimo, uma falta de bom senso e de coerência.

As Testemunhas de Jeová querem apenas continuar falando às pessoas sobre o Reino de Deus. Querem que elas conheçam tudo sobre a Bíblia, e aprendam sobre nosso Deus, Jeová, o pai, o Deus Todo-Poderoso e sobre seu filho, Jesus Cristo, nosso salvador e Rei. (João 17:3). Não será pregando ódio, preconceito, boicote, que estaremos fazendo isso. Espero que essa atitude impensada de uns poucos jovens cristãos no Facebook, sirvam de lição. 

Que Jeová, nosso Deus, e seu filho, Cristo Jesus abençoe a todos!

9 comentários:

  1. Perfeito o seu comentário, man!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Muito pertinene seu post Peter, nas primeiras reuniões de serviço agora do mês de abril será lida uma carta enviada de betel devido a este caso lastimável...
    Chegou a ser constrangedor...

    Agora esperar pra ver....

    Ósculos

    ResponderExcluir
  3. Nessa semana que começa em 1º de abril, na reunião de serviço em todo o Brasil, teremos as Necessidades Locais, intitulada: Cuidado com a armadilha das redes sociais, que tratará especificamente do caso Paula Fernandes. Não perca!

    ResponderExcluir
  4. Este caso me fez pensar algumas coisas:
    1º Será que foi uma TJ a fomentadora inicial do assunto? Poderia ter sido um apóstata ou mesmo opositores de outra crença
    2º Quanto de nós, Testemunhas, assistimos filmes feitos em Hollywood, cujos protagonistas são conhecidos publicamente como, adúlteros, materialistas, homossexuais, e outros pecados passíveis de desassociação.
    3º Ter uma atitude hipócrita depõe muito contra nossa crença e fé. As redes sociais não deve se prestar a essas mesquinharias e nem ser lugar de fofocar e futilidades.

    ResponderExcluir
  5. Bem, não acho que tenha sido coisa de apóstata não, até porque a reportagem tinha uma intenção de alertar os irmãos quanto ao envolvimento espírita da cantora. O "pecado" neste caso é como você falou: "As redes sociais não deve se prestar a essas mesquinharias e nem ser lugar de fofocar e futilidades.", principalmente envolvendo o nome de Jeová.

    ResponderExcluir
  6. olá Andre...
    acompanho muito seu blog.. e sei como é dificil ser desassociado .Pois me encontro nessa situação ... não vejo vc mais falando sobre a sua situação espiritual .. nao sei si vc já foi readmitido se vc já foi... peço desculpas por estar falando contigo pois o q não quero é te prejudicar...quero te dizer q seu blog me ajuda muito a continuar firme logico q primeiramente a minha ajuda vem de Jeová mas assim como já vi no seu blog as vezes apenas o que precisamos é de uma palavra amiiga de um consolo para nos sentirmos amados.. e encontro isso no seu blog...
    Eu queria saber como vc está ... como está sua situação.. espero q me responda...
    bjuhs

    ResponderExcluir
  7. Post polêmico hein...
    Não sei se vc assistiu, mas teve realmente a parte na reunião na quinta retrasada abordando esse tema.
    Que cada um tem o direito de escolher o que vai ou não ouvir, e que não carece de ficar expondo seu ponto de vista na internet.
    Foi um rebuliço do balacobaco hein.
    Eu tb só fiquei sabendo qnd a coisa já tinha fedido.
    E continuo achando a cantora, a voz, e as músicas lindas!!!!

    ResponderExcluir
  8. Então.Porque a Paula tem uma linda voz. Se a letra for claramente demoníaca não vamos ouvi-la ,mas não precisamos sair gritando isso,né? E quem a tiver no seu território pregue com amor. Eu era espírita e me tornei TJ há 36 anos ,mas ninguém ficou me acusando senão eu teria me afastado da pregadora .

    ResponderExcluir
  9. tb tenho a mesma opinião que a sua; bem razoáveis seus comentários.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.