domingo, 29 de maio de 2011

ME DÊ A CORAGEM DE JEREMIAS!



"E por certo lutarão contra ti, 
mas não prevalecerão contra ti, pois ‘eu estou contigo’, 
é a pronunciação de Jeová, ‘para te livrar."
- Jer. 1:19




Jeremias foi um cabra-macho, como se diz lá no Nordeste. O que é interessante notar na história do profeta Jeremias, é que sua coragem realmente não nasceu junto com ele. Assim como ocorreu com outros servos de Jeová no passado, como Moisés, "coragem" não foi uma coisa inata, mas que surgiu à medida que aumentavam sua confiança nas promessas do Deus-Pai, o Deus Todo Poderoso.

Me lembro até hoje a primeira vez que saí no serviço de campo. Coincidentemente a pregação foi justamente na rua aonde costumava "badernar" com meus amigos punks. O primeiro morador, olhou pra mim e disse: "Você? Testemunha de Jeová?". O que poderia ser o fim da minha confiança, acabou sendo bem conduzido por meu instutor Moisés (hoje ancião coordenador da congregação Nascente, no Gama-DF) e virou uma palestra de quase duas horas sobre as mudanças que a palavra de Deus pode fazer nas pessoas.

À medida que fui marcando a revista do estudo de hoje (nossa, é tão ruim marcar e depois lembrar que não vai poder comentar) são as perseguições que Jeremias acabou se confrontando e pondo à sua coragem, que ele não tinha no inicio, à prova. A cena da página 31 sempre me leva ao evento que aconteceu recentemente na Bulgária, aonde nossos irmãos foram brutalmente espancados pelos membros do partido político VMRO durante várias oportunidades, culminando na maior delas na Comemoração da Morte de Cristo.

Li em algum lugar, um crítico ex-associado dizer que isso só aumenta a nossa mania de perseguição. Outro disse que no mundo inteiro "cristãos" são perseguidos, não só as Testemunhas de Jeová, e que isso não nos coloca numa situação privilegiada.

De fato, "cristãos" são perseguidos em países não-cristãos, como pelos muçulmanos e países asiáticos, e alguns dos católicos e evangélicos, são dignos de nota, se mostram firmes apesar de tudo. A diferença de nós para eles, é que as Testemunhas de Jeová são perseguidas também em países cristãos, e não só por muçulmanos, asiáticos, mas também por religiões chamadas "cristãs". A diferença entre as Testemunhas de Jeová para as demais religiões, é que além de sermos perseguidas por levar o nome Jesus Cristo, somos especificamente por causa de nossas posições firmes em adorar a Deus antes que os homens.

Me lembrou certa vez em que fomos pregar numa cidadezinha que não lembro o nome agora, próxima a Cruz das Almas-BA, quando um homem saiu nas ruas com uma bainha de facão nos chamando de anticristo e só não ocorreu uma tragédia maior, porque felizmente o marido de uma mulher que estávamos pregando, saiu em nossa defesa e junto com mais alguns homens que estavam num bar, seguraram o homem e o entregaram a polícia. Eu tinha apenas 17 anos, e acredite, quase mijei nas calças, mas durante muito tempo fiquei imaginando, e se fosse uma turba? E se fôssemos presos ou agredidos?  Graças a Deus, depois desse dia nunca me vi numa situação parecida, mas é sempre interessante para mim, relembrar, para saber até que ponto estaria disposto a servir a Deus. Todos nós devemos nos lembrar disso. O estudo de hoje está magnífico.

Assim como ocorreu com os "Triangulos Roxos", não somos vítimas, somos mártires, porque assim como ocorreu com nossos irmãos não-judeus no Holocausto, bastaria apenas fazer pequenos acordos com partidos políticos. Mas muitos preferem continuar servindo fielmente à Jeová, sabendo que assim como Jeremias que passou por maus bocados, no fim, foi agraciado com a liberdade e salvação das mãos dos caldeus, e o mais importante, poderá viver para sempre no paraíso na Terra.

2 comentários:

josemar reis disse...

Falando a respeito de objeção de consciência,e aos triângulos roxo na Alemanha nazista,envolvendo os fervorosos estudandes da bíblia,é digno de nota a posição dos verdadeiros adoradores de Jeová,frente aos seus opositores,pois foi o único povo ali preso que poderia ser liberto a hora que quisesse,bastando para isso que asinasse um papel renegando sua fé a Jeová,porém não fizeram e este relatos mostram que apesar da forte oposição frente ao povo de Jeová,serve para fortalecê-los cada vez mais como grupo em oposição ao mundo de Satanás.

ANDRÉ LAGO disse...

Muitas das perseguições hoje em dia segue o mesmo padrão, seja na Grecia, na Bulgária, na França, na Rússia...