sábado, 27 de novembro de 2010

IDOLATRIA


Quem é fiel no mínimo, é também fiel no muito.”
— LUCAS 16:10.


Já ouviu a frase "atirou no que viu, e acertou no que não viu"? Às vezes as coisas na organização de Jeová funciona dessa forma. Muitos irmãos pensam, erroneamente, que só existe um pecado para Jeová: a fornicação.

Desta forma muitas pessoas pensam que qualquer pecado é relativo desde que não aja fornicação. Que num namoro é possível "dar uns amassos" tranquilamente, desde que não haja sexo, especificamente. Que pensamento errado, ó Jeová!

Para começar é bom lembrar do que Jeová estabelece como fornicação: Relações sexuais ilícitas fora do vínculo marital, bíblico. O problema é que muitos irmãos pensam que "relações sexuais ilícitas" ocorre apenas quando há penetração entre os órgãos genitais. Assim, namoram, ficam, se agarram, se amassam, sem nenhuma preocupação, afinal, "não fizeram sexo", certo?

Errado. A palavra grega traduzida por “fornicação” é por·neí·a. Veja o que diz o Estudo Perpiscaz: "Entende-se que pornéia envolve o uso crassamente imoral do(s) órgão(s) genital(is) de pelo menos um humano; também, tem de ter havido dois ou mais entes (inclusive outro humano concordante ou um animal), quer do mesmo sexo, quer do sexo oposto." Isso significa que o que alguns acham simples como manipular o órgão sexual do namorado(a) é considerado por Jeová como "porneia", ou seja, fornicação. Entendeu a gravidade dos atos, agora?

Entretanto, a fornicação pode ser justificada com um pecado da "carne fraca" (Mar 14:38). É por isso que nas comissões judicativas é feito tantas perguntas criteriosas, para se estabelecer se alguém cometeu fornicação por iniquidade ou por tentação.

Mas enquanto muitos irmãos estão preocupadas com a fornicação, não percebem que pode ser engodado por Satanás por outros meios. Aqueles que alguns não consideram importantes, mas são considerados por Jeová como mais graves do que uma fornicação, por exemplo: idolatria.

A idolatria é basicamente adorar outra pessoa, ou outra coisa, que não seja a Jeová. Isso envolve, claro, a adoração de santos, festividades religiosas de outras denominações chamadas cristãs, mas pode envolver coisas simples que às vezes passam despercebidas. A idolatria é algo detestável aos olhos de Jeová, pois significa prestar a outros a adoração que deveria ser dada somente ao Deus Todo Poderoso. E olhe que não estamos mencionando coisas bobas como gostar de um cantor ou seguir um determinado time de futebol.

O mesmo Estudo Perspicaz diz sobre idolaria, na página 364: "Praticava-se também idolatria por preparar uma mesa com alimentos e bebidas para os deuses falsos (Is 65:11), por fazer ofertas de bebidas, de bolos sacrificiais e de fumaça sacrificial (Je 7:18; 44:17) e por chorar em cerimônia religiosa (Ez 8:14)" Observem que era considerado idolatria até "chorar em cerimônia religiosa"!!!

Muitos irmãos que vivem de vida dupla acham que coisas simples como ir à uma festa de aniversário, ou participar de festejos de São João ou de festas oferecidas pelo trabalho para confraternização de Natal ou Ano Novo, é algo inofensivo. "Pecado? Mas eu não fiz nada, não fiquei com ninguém", talvez imaginem. Mas não é! Às vezes numa comissão judicativa uma fornicação é até perdoável, mas a frequência numa festa feita com objetivos religiosos de adorar outros deuses, não! Isso é idolatria!!!

1 Cor. 10:14; 1 Te. 1:9; 1 João 5:21.


.

2 comentários:

  1. BIO - muito bem colocado o assunto.

    uma outra coisa, ora você que não gosta de assistir tv aberta, você não viu a entrevista da mãe de michael jackson no fantastico? ela ate disse que era tj...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.