sábado, 20 de março de 2010

JA OUVIU FALAR EM PSYCHO LE CEMU?

Os japoneses invadiram o Brasil! Tudo começou no inicio do século passado quando o Brasil fez um acordo com aquele país e atualmente, o Brasil abriga a maior população japonesa fora do Japão com cerca de 1,5 milhão de descendentes. Aproveitando a ocasião vamos falar de uma das culturas deles que me encanta: animes, mangá e rock!

Uma das minhas bandas preferidas se chama Psycho Le Cemu. A banda chama a atenção por causa do seu visual exótico, com cores vibrantes, baseados nos personagens de mangás, animes, teatro japonês, com monstros e heróis de seriados e games de RPG. As letras não seguem um padrão fixo, podem falar de amor, de vida, de diversão, algumas ingênuas, outras mais subjetivas como os Hentais, com fortes influência dos jogos de RPG, principalmente, já que basicamente eles representam heróis e vilões destes games.

O líder, e herói, é Daichi, que compartilha o heroismo ainda com Lida (guitarras), que é um dos principais heróis ao lado de Daichi, AYA (guitarra) que apesar de ser homem, vive a mocinha inocente, Seek (baixo), que é o grande vilão, ou melhor, o grande monstro de seriado japonês e Yura na bateria, que é o sábio. Às apresentações da banda é um show à parte e não precisa dizer que todos os seus videoclipes é uma overdose visual de criatividade.

Mas além de tudo isso, eles tocam rock,um som vigoroso com guitarras ensurdecedoras que de vez em quando misturam com ritmos pop e sons eletrônicos. Seu primeiro sucesso foi a canção "Ai no Uta" que serviu de inspiração para o terceiro álbum. Passou ser uma grande banda conhecida em todo mundo, inclusive no Brasil, quando passou a fazer temas de animes, como na trilha de "Korokke" um dos maiores sucessos japoneses no segmento.

É exótico, diferente, mas gosto pra caramba desses caras. Ai seguem dois clipes das minhas canções preferidas da banda.


AI NO UTA

Primeiro sucesso da banda. Muitos efeitos especiais, figurinos baseados em personagens de animes e guitarras vibrantes.



LOVE IS DEAD

Neste clipe a banda se inspira totalmente em games de Tiros em Primeira pessoa com um visual mais arrojado lembrando muito jogos como Quake, Doom, Gears of Wars entre outros. O som é pancada pura.



ROMAN HIKOU

O meu clipe e canção preferidos da banda. O mais próximo que eles podem chegar de uma balada, com fortes influências pop e um visual bastante colorido. O clipe é baseado nos animes feito para meninas como "Love Hina".



2 comentários:

  1. Já gostei muito da cultura japonesa, principalmente os Animes e Mangás. Aqui em São Paulo, existe o Bairro da Liberdade que é a maior concentração de imigrantes japoneses do mundo. Quem gosta de coisas nipoônicas enlouquece nesse bairro, já que TUDO que você pode pensar em termos de J-Culture tem por lá. Mas, com o passar do tempo eu fui enjoando disso, comcecei a achar tudo muito exagerado, algo que, talvez só quem nasceu no Japão entenda plenamente. Em falar nisso André, você já ouviu dizer de uma publicação das Test. de Jeová em formato mangá que só foi lançado no Japão? Um tempo atrás me falaram sobre isso, mas eu desacreditei, você sabe alguma coisa? No Google não tem nada...

    ResponderExcluir
  2. Fernando, tradicional e conservadores como são os nossos queridos irmãos, eu duvido muito. Mas vou pesquisar.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.