segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Noticias de Bia


É incrível como algumas coisas acontecem. Num dia o mundo parece estar em flores num lindo dia de sol, e noutro escurecer numa neblima tão seca, pesada e escura que nada lembre o dia anterior. Na luta pela sobrevivência minha sobrinha parece estar perdendo. Na sexta-feira ela teve um convulsão e sua barriga voltou a inchar. Levada às pressas para a UTI do Hospital de Base de Brasília, os médicos não conseguiram identificar e nem amenizar o inchaço por meio de medicamentos. No domingo Bia teve que voltar à mesa cirúrgica.

No domingo, cheguei ao hospital às 15 horas, uma hora depois de iniciado a cirurgia. O médico cirurgião conversou com minha irmã, disse que o estado dela era grave e que Bia poderia sequer voltar com vida da mesa cirúrgica. Encontrei minha irmã aos prantos e questionei até que ponto os médicos devem ser tão sinceros e realistas ou se deveriam no mínimo tentar passar tranquilidade e esperança aos familiares de seus pacientes. Enfim, essa parte da ética fica para as consciências dos envolvidos.

Após 3:20 horas de cirurgia, BIa voltou sedada, com menos 15 cm de intestino e uma infecção generalizada que mantém sua taxa de plaquetas e hemoglobina bastante baixo, que nem as transfusões de sangue aplicadas - após a Assistente Social do hospital ameaçar conseguir um mandato judicial tirando a guarda provisória de minha irmã - conseguem reagir. Após uma nova conversa, mais uma vez Bia foi desenganada pelos médicos.

Agora ela está tentando se recuperar na UTI do HBDF, à base de medicamentos e estimulantes para o seu coração. Imagine, há duas semanas seu problema era justamente a arritimia que preocupava, agora é as batidas do seu coração que parecem se esforçar a levar o sangue para seu corpinho de pouco mais de 50cm.

È incrível como tantas coisas passam em nossa cabeça. Erro médico, falta de cuidados necessários ou apenas consequencia de um problema de saúde que estava acontecendo normalmente. É, como disse no inicio, é incrível como algumas coisas acontecem.

Um comentário:

  1. Peter
    "Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós."
    Logo logo poderemos fazer a seguinte pergunta:“Morte, onde está a tua vitória? Morte, onde está o teu aguilhão?” — 1 Coríntios 15:55.



    ....
    ....
    ....

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.