segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Twitter Dead?




Deu na VEJA desta semana. Médicos avaliaram uma moda recente de dieta chamada "Tuíte o que você come". Segundo a revista, a dieta já conquistou 12.000 no mundo. O processo é simples, basta colocar no twitter tudo que você come. Especialistas dizem que usuários reduzem o consumo de calorias por vergonha de tornar públicos os seus excessos á mesa.

Bobagem. Dane-se o mundo, eu amo cachorro quente com refrigerante, um Subway de 30cm, metade peito de frango, outra metade de almondegas, fanta uva, fanta laranja, doritos, miojo de galinha caipira com rodelas de cebola e salsinhas, feijoada completa, lazanha, pizza de todo jeito, e enfim, pão, muito pão.

Na verdade o Twitter é um pe no saco. Para quem é cristão e leva bastante à sério o conselho de não se misturar com o mundo, posso dizer que você não está perdendo nada se não tiver um Twitter. O meu deve estar fazendo uns seis meses de vida, estou seguindo 126 pessoas e sou seguido por 74. O que há de legal em tudo isso? Nada, de vez em quando tenho que ler abobrinhas de pessoas que eu nem sequer conheço, quanto mais, admiro.

A atriz Miley Cyrus resolveu sair do Twitter. Não vou fazer um video imbecil igual ao que ela fez, mas estou pensando seriamente em fechar esse negócio.

No inicio, seguir celebridades pareceu novidade. Afinal, era interessante você conversar com celebridades tais como William Bonner, Denilo Gentili, Emilio Surita (Pânico) e até Lily Allen! Mas isso era no tempo que Twitter era novidade. Hoje essas mesmas pessoas ficaram arrogantes, não respondem mensagens e postam coisas interessantíssimas como "Estou chupando um sorvete" ou "Estou dirigindo o meu carro".

No final fiquei no consolo de que os Twitters de revistas e semanários fossem interessantes. Mas as tais noticias em 140 caracteres são tão irrelevantes, que para quem gosta de se manter informado, prefere visitar as páginas destas mesmas fontes do que ficar esperando sair algo no Twitter.

Ainda não dei o golpe final no meu perfil no Twiiter. Quero dar ainda alguma chance para ele, ver se sou convencido a mantê-lo. Mas pelo visto, pelo andar da carruagem, o Twitter é uma modinha que logo logo estarei exterminando da minha vida digital. E por sinal, não será desta vez, ainda, que alguém desbancará o todo poderoso Orkut.

5 comentários:

  1. BIO- eu li na veja a entrevista dos caras que inventaram essa chatisse.Nao tenho, nao sei como meche, e nem quero saber.Só de ler as centenas de reportagens sobre essa chatice eletronica, ja mi da impaciencia. Prefiro ler respotagens na net como nos sites veja on line, isto é, fabricas dos quadrinhos, omelete,etc. Essa com certeza é uma febre que veio pra ficar, e vamos ter que aturar...

    ResponderExcluir
  2. BIO- eu li na veja a entrevista dos caras que inventaram essa chatisse.Nao tenho, nao sei como meche, e nem quero saber.Só de ler as centenas de reportagens sobre essa chatice eletronica, ja mi da impaciencia. Prefiro ler respotagens na net como nos sites veja on line, isto é, fabricas dos quadrinhos, omelete,etc. Essa com certeza é uma febre que veio pra ficar, e vamos ter que aturar...

    ResponderExcluir
  3. No dia 22/10 passou no Jornal da globo que tem gente ganhando dinheiro com o twiter, mas sinceramente não vejo como e uma minoria é quem consegue essa façanha. Tentei conhecer melhor e não achei nenhuma graça.

    ResponderExcluir
  4. Meu Twitter morreu no dia 31.10.2009, às 23:49 horas.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.