segunda-feira, 22 de junho de 2009

Minha vida e seus remédios

ATACAND

Meu caríssimo companheiro diário que ajuda a manter minha pressão arterial no seu devido lugar. Antes dele, o famoso aparelhinho de medir pressão, também chamado de esfignomanômetro, sempre dava 15-10 ou 15-11. Agora com meu amigo diário, as coisas estão tranquilas, tranquilas, calminha da silva. O que não é calmo é o preço desse meu amigo que chega às alturas e não possui um equivalente genérico.

CLENIL COMPOSITIUM

Eu tenho bronquite asmática, (só não me chame de asmático, porque odeio essa palavra) mais conhecida popularmente como Asma. Tenho também renite arlégica. Para amenizá-los já passei por vários remédios até descobrir que a fórmula mágica era uma mistura de dipropionato de beclometasona com sulfato de salbutamol. No inicio o mais popular se chamava Aerotide, mas a Glaxo inexplicavelmente parou de fabricá-lo. Depois descobri o Aerocort, então também deixaram de fabricá-lo. Agora uso o Clenil. “Você não tem medo dessas bombinhas?”. Como vou ter medo de algo faça minhas vias aéreas desinflamarem? Você já viu alguém com uma crise de asma? Sabe o que é passar o dia aspirando todo o ar do mundo e ainda assim se sentir sem ar? Qualquer coisa para me livrar disso!

CRESTOR

Meu mais novo companheiro que descobri a uns 5 meses quando um exame de sangue revelou que meu colesterol total estava batendo na casa dos 420 mg. Detalhe, o máximo recomendado é 130. Desesperado o médico falou: remédio + exercícios físicos. Nos dois primeiros meses o remédio diminuiu meu colesterol para 320. Isso significa que daqui há dois meses ele vai estar no seu devido lugar. E eu nem preciso de exercícios físicos! Engraçado é que toda vez que vou no meu medido ele pergunta se estou fazendo exercícios. Eu minto que uma beleza (sim, doutor, futebol nos finais de semana e umas caminhadas diárias), mas o fato é que fazer exercícios é muito cansativo. Então tome Crestor no corpo.

RIVOTRIL

Ele foi meu amigo por muitos anos. Na verdade fui apresentado a ele em 2002 no inicio de uma depressão. Era só para ficar uns tempos, mas ele foi ficando e aumentando. No inicio era 0,5 mg, depois passou para 2mg e antes que chegasse no 4mg eu falei: “Para com isso! A vida é muito bela para ficar com depressão.” Tinha uma vida negativista, a culpa é tudo, de todos, tudo é ruim, tudo é chato. Hoje, as vezes me sinto tentado a usá-lo para curar minhas insônias, mas o fato é que descobri que a vida é maravilhosa. Rivotril, espero, que nunca mais.





(!) Os remédios acima me foram receitados por um profissional. Não recomendo a automedicação e a utilização de nenhum deles sem a consulta de um médico, ou no mínimo, de um farmacêutico.

3 comentários:

  1. Que bom que você conseguiu se livrar do Rivotril, torço pra que minha mãe consiga tbm. Que bom que vc descobriu que a vida é sim
    M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. É que a felicidade, como já dizem, não está em viver e sim em saber viver, e quando se descobre isso tudo fica perfeito né...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite pessoal presciso da ajuda de vcs tenho bonquinte dez do setes meses que nasci hoje tenho 25 anos tenho uma familia uma filha linda eu usa bombinha aero corts mais nao tem mais alguem sabe informa outra com a mesma subtancio pois nao posso usa aerolin pior e estou passa mal direito nos ultimos tres meses estou indo de sengunda a sengunda no ponto socorro inclusiver tiver que sair do serviço me ajudem por faaço meu email e brunobemjamin@hotmail.com obrigado desde ja agradeço intençao

      Excluir
  2. BIO - agora ja sei porque voce vivi "nadando" me remedio.Depois de ler seus post sobre salar de comida no twiter, e vc discorreu seu cardapio alimentar regado a muita caloria. seu cardapio e nitroglicerina pura kkkk. tabom de fazer como eu, começar a ser adpto das folhas kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.