domingo, 24 de maio de 2009

Homofobia? Não. Discriminação!

É, as coisas estão realmente ficando complicadas. Depois que o "politicamente correto" deixou o mundo mais sem graça, agora tudo é motivo para se acusar alguém ou algo de homofóbico. Tudo é motivo para gays e lésbicas apelarem para o famoso "eu sou vítima" para transformar o livre direito da pessoa de pensar, e até de se expressar - por que não? - em discriminação e homofobia.

Aqui em Brasília, esta semana, tivemos um caso absurdo que beira o extremo de onde isso vai parar. No Parque Nacional de Brasília, mais conhecido aqui como "Água Mineral" uma cena inusitada: duas meninas andando de mãos dadas. Uma senhora, com todo direito que ela tinha em expressar sua opinião pessoal, não gostou daquilo e deve ter comentado com alguém ao seu lado algo como "nossa que horrível" ou "onde esse mundo vai parar?".

Resultado. Um monte de desocupadas que não tinham que fazer, transformou o caso numa tempestade em copo d´água e marcaram um beijaço gay no parque para protestar. E não foi só isso, pegaram o nome da mulher e ameaçaram ir à polícia se ela não fosse pessoalmente se desculpar. Detalhe: as meninas, que foram supostamente ofendidas, não se importaram com o comentário e nem sequer compareceram ao tal protesto.

Está havendo uma confusão enorme em misturar preconceito com discriminação. Segundo um dicionário "Preconceito" é um conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério. Já "Discriminação" é o ato de discriminar, separar ou rejeitar alguém à base de um preconceito. As pessoas tem o direito de ter o conceito que quiser sobre as coisas, o que ela não pode é discriminar alguém baseado nesse conceito. Na prática significa que se um cara mal encarado e mal vestido entra na minha loja para comprar algo, eu posso ter o conceito de que ele pode ser um ladrão, porém, você não pode deixar de atendê-lo por causa disso, senão constitui um crime de discriminação.

É importante se atentar a isso porque há três anos está tramitando na câmara a Lei 122/2006 que criminaliza "atos ou práticas discriminatórias em razão da orientação sexual das pessoas". Aprovada num desses dias onde o Congresso estava vazio, a Lei é perigosa pois pode criar privilégios especiais para um grupo que pode utilizar a Lei não como objeto de defesa, mas como desculpa para o ataque. Imagine por exemplo que uma patroa demita uma empregada, que por acaso seja lésbica, se ela apelar para essa Lei, alegará que foi demitida por causa de sua orientação sexual e a coitada da patroa poderá pegar uma cana de 2 a 5 anos de prisão.

Pior ainda, as igrejas de um modo geral, mas especialmente nós, Testemunhas de Jeová, que seguimos fielmente o que foi estabelecido por nosso Deus sobre as práticas homossexuais, (1 Cor 6:9,10; 1 Tim.1:8-10) podemos ser processados por alguém que venha a não se batizar ou receber privilégios na congregação, alegando discriminação homofóbica.

Gente, onde vamos parar? Eu não posso condenar alguém que me ache feio, tolo, idiota ou imbecil; mesmo achando injusto eu tenho que respeitar a liberdade de pensamento das pessoas. Eu posso condenar, sim, se alguém me discrimina ou me trata mal por causa disso. Mas não precisamos de uma Lei específica sobre homofobia, porque a Constituição Federal já me garante que todos são iguais perante à Lei. Impondo a aceitação à Sociedade só trará mais preconceitos e ódio.

Do jeito que as coisas vão, vai chegar o dia em que se eu disser que sou homem e gosto de mulher, isso será considerado uma declaração homofóbica.

4 comentários:

  1. Aqui em São Paulo, mais precisamente no Parque do Ibirapuera é normal... normal não, realmente muito COMUM ver gays e lésbicas aos amassos. As pessoas nem ligam mais de ver cenas desse tipo, já é parte do cotidiano.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Andre faz tempo que não acesso seu blog. Mano esse assunto é sério se aprovado a lei precisaremos muito da ajuda de Jeová para não desagradarmos a ele. abraços

    ResponderExcluir
  4. a parada gay aqui em são paulo arrasta multidão e isso tem servido de pretexto para olharmos de bons olhos para esse grupo.

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.