sábado, 4 de outubro de 2008

[ Sindicato de Vagamundos ]


Minha mãe é professora, funcionária pública do Estado da Bahia. Duas amigas minhas também são professoras, funcionárias do Governo do Distrito Federal. Sabe qual a diferença entre minha mãe e elas? R$ 2.800,00

Eu fico extremamente revoltado quando ouço falar de greves de funcionários públicos em Brasília. Os professores são a classe mais vagamunda que existe. Para se ter uma idéia, um professor que ensina o primário, não ganha menos que R$ 3.000,00. Eles foram a classe que menos trabalha, pois além das licenças permitidas pelo governo que chega a ser 8 por ano, eles são os que mais dão atestados médicos. Em média o professor do DF falta o trabalho de 30 a 35 dias por ano. Um absurdo!

Enquanto isso seja no Rio, Bahia, Pernambuco e São Paulo, estes mesmos professores lutam para ganhar míseros 500 a 600 reais por mês. Agora os professores do DF, liderados por sindicatos que nada mais são do que fomentares de rebeliões, decidem entrar em greve.

Um absurdo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.