sábado, 11 de outubro de 2008

[Mataram o português!]

A partir do ano que vem, a Inês é morta. A reforma internacional que pretende unificar a linguagem escrita de todos os países de língua portuguesa finalmente sairá do papel. O mesmo português escrito no Brasil será o escrito em Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Timor Leste. Tivemos que ver a língua inglesa e espanhola dominar o mundo para entender que somente tendo uma língua padronizada, o português também seria respeitado. Eu sou um dos que acham que essa unificação deveria ocorrer. Mas tinham que usar como base justamente o português brasileiro?! Non creo. Sou brasileiro mas como amante da minha língua pátria, acho que deveríamos utilizar como padrão a língua de Portugal por motivos óbvios.

O Brasil venceu no grito, pegando carona na informática. Como somos quase 100 milhões de internautas, ganhamos de lavada dos demais países de língua portuguesa. Antes os sites internacionais ainda colocavam as opções “português brasileiro” e “português lusitano”, mas a preguiça acabou exterminando este último e hoje praticamente seja na internet ou em televisão à cabo, o português utilizado é sempre o padrão brasileiro.

Para começar, pouco nos importamos com essa mudança. Na verdade, a alteração ortográfica não mudará em nada. O brasileiro não sabe escrever direito hoje e continuará a não saber depois. Assassinam a língua portuguesa sem dó e nem piedade, e utilizarão a reforma como pretexto para continuar com o genocídio em 2009. “Ta vendu como portuguêis é cumpricado? E ainda mudam? Purisso que num estudo mesmu”.

É um absurdo, porque os portugueses amam sua língua e consideram uma prioridade ler e escrevê-la bem. Em Portugal não dão espaços para estrangeirismos. Lá não existem Shoppings, OffShore, Telemarketing, Mouse, Help Desk, Shorts, T-Shirt entre outras expressões, que aqui no Brasil ganharam uma aceitação incrível, graças a nossa colonização cultural americana. O português lusitano se aproxima do latim, que entre outras coisas, prima pelo rigor poético, conhecimentos científicos, sem falar no conteúdo histórico e literário. As aulas de literatura portuguesa e de gramática são uma das mais concorridas em Portugal, e os cursos de Letras são um dos mais valorizados.

Aqui no Brasil por até R$ 175,00 você faz um curso vagamundo de Letras pela internet. E ainda se formam como professores. Universitários se tornam demissionários ou não conseguem vagas em empresas por não escreverem direito. Imagina o ensino médio? Alunos brasileiros não sabem interpretar textos simplesmente porque não sabem lê-los. Tem pessoas que simplesmente se desesperam quando se pedem para escrever uma redação simples. Mudam virgula de lugar, pontuam onde não deviam pontuar e remodelam todo o sentido de um texto.

Enfim, mataram o português. Mas o que esperar de um país onde o seu presidente só estudou regularmente até o ensino fundamental? Apenas lamentar a morte do portuga e esperar que Castro Alves, Machado de Assis e Luiz Camões não revirem na tumba.

5 comentários:

  1. Interessante seu ponto de vista. Eu já gostei das mudanças. Obviamente, será um pouco difícil de se acostumar no começo, mas se prestarmos bem atenção, a mudança foi pra melhor. Será mais fácil aprender o português. As crianças que farão o ensino fundamental nos próximo ano terão que se preocupar com menos regras. Estrangeiros que queiram aprender o português terão mais facilidade, já que os acentos não serão mais usado em muitos casos. Enfim, achei uma mudança acertada. Para nós fica fácil se acostumar com as novas regras., já que somos leitores assíduos de A Sentinela e Despertai!, revistas que possuem um português impecável.

    ResponderExcluir
  2. Por falar nisso, sabia que as revistas A Sentinela e Despertai! em Portugal são as mesmas daqui, ou seja, baseado no português brasileiro? E exatamente por causa disso, existe uma certa resistência das pessoas, e até de alguns irmãos, contra elas? Segundo uma irmã de Águeda, há até movimentos de irmãos que queriam que a revista fosse impressa no português lusitano. Agora, como a unificação da língua, esse "oba-oba" acaba.

    ResponderExcluir
  3. Que otimo, andre!!! nao sabia disso! vai ser muito bom pros irmaos de portugal! eu tb nao gostaria de que usassem o portugues lusitano aqui, rsrs

    ResponderExcluir
  4. Andre e suas polêmicas... rsss. é por isso que gosto de ler seu blog. mas nem sempre concordo com suas palavras, mas é bom ler para fazer o tico teco pensar.. rsss.

    ter um senso critico é essencial para não sermos como uma onda levada pelo mar. gostou?

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.