quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

[ Fome ]

Vocês já passaram fome na vida? Não estou falando de sentir fome, mas daquela situação onde você não tem o que comer para voce e seus filhos, e não sabe de onde tirar, olha em volta em não sabe o que fazer, e pior, amanhã será a mesma coisa. É uma situação horrível.

Eu passei fome duas vezes na minha vida. Uma, logo quando meu pai morreu e deixou minha mãe pra criar quatro filhos com um salário mínimo e muitas dívidas herdadas e por isso, sem crédito na praça. Minha mãe "fez das tripas, coração" para colocar alimento em casa, mas às vezes era muito para ela. A pior lembrança dessa época foi eu cozinhando um caroço de abacate para comer com açúcar.

A segunda vez, eu não esperava, porque já estava grandinho. Já estava em Brasília, tinha sido demitido de um emprego, mas também tinha acabado de passar em 4º lugar num concurso feito pela CAIXA para Analistas de Suporte terceirizados. Apesar da boa colocação, eu esqueci que estava na terra das pessoas influentes. Dos 50 que passaram, eu fui o 34º a ser chamado. Coisas de Brasília.

Neste período - 3 meses - fiquei desempregado e sem dinheiro. Morava com um irmão, mas acredito que ele achou que eu estava protelando e vivendo às custas dele. De repente ele parou de comprar alimentos para dentro de casa, e miojo e pão passou a ser meu "almoço" de cada dia. Emagreci 13 kilos e quase adoeci.

Cada dificuldade na vida serve de lição para o futuro e para nos dar um pouco de humildade também. Por que lembrei disso?

Porque ontem ao descer do ônibus perto do trabalho, encontrei um homem velho, mal arrumado, em frente a um restaurante pedindo para as pessoas que passavam, dinheiro para ele comprar uma marmita. Era comida!! Não era um bêbado ou um menino de rua que talvez trocasse o dinheiro em drogas. Era comida! E ele estava em frente a um restaurante.

Mas as pessoas nem ligavam. Voltei, entrei no restaurante, comprei uma marmita e dei a ele. A expressão dos olhos dele foi única. Que mundo miserável vivemos. E continuei meu caminho andando e não sei porque comecei a chorar. Não chorei por causa das fomes que passei. Chorei por causa das fomes que ele continuará a passar.


.

6 comentários:

  1. Até eu chorei com vc escreveu...pelo menos sabemos q em breve isso vai acabar.. mas msm assim dá uma dor no peito. Qnt mais te conheço mais te admiro. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Até eu chorei com vc escreveu...pelo menos sabemos q em breve isso vai acabar.. mas msm assim dá uma dor no peito. Qnt mais te conheço mais te admiro. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Uow... não sintam pena de mim, plis. E admiração? Só Cristo.

    ResponderExcluir
  4. Pena? quem falou em pena aki? e agora n é permitido nem admiração??? fala sério, nesse blog é a ditadura q manda? rs

    ResponderExcluir
  5. O justo paga pelo injusto... existem tantos picaretas por ai... q acabamos "endurecendo o coração"
    Teve um dia que eu estava com o meu "pingado" qdo ia tirando o primeiro gole meu olhar se cruzou com o de uma criança... ele estava apenas sentado... não me pediu... desviou o olhar... mas ele estava com fome...estava frio... e pelo menos durante alguns minutos ele iria se aquecer com akele leite quente...qdo me direcionei a ele e entreguei o copo de café com leite o olhar dele me tocou... foi a primeira vez q vi um sorriso com o olhar...eu só disse, cuidado para não se queimar... me retirei e passei o dia todo pensando naquele olhar... e em como o mundo é injusto...
    ...

    ...

    S.C

    ResponderExcluir
  6. Ótimo Post.
    Estou só visitando e gostei demais de seu blog maninho.
    Sou de Guarulhos-SP e me chamo André tb.
    Qdo puder, me visita:
    www.andrewssouza.blogspot.com

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.