sábado, 26 de janeiro de 2008

[ Sobre lagos e montanhas... ]


"Esquadrinha-me, ó Deus, e conhece meu coração.
Examina-me e conhece meus pensamentos inquietantes"
- Salmo 139:23



Faz tempo que não escrevo sobre mim. Não é desproposital; tenho evitado falar de mim, porque minha vida não é interessante nem pra mim, quanto mais para vocês.

O fato é que estou numa fase transitória de ilusões e desilusões. De procurar um rumo a seguir. De não saber necessariamente o que fazer da vida. Nos meus quase 35 anos de idade, eu olho para trás e vejo as coisas de perdi, que ganhei, que deixei de ganhar e que deveria ter perdido e não perdi.

Uma coisa boa é que finalmente consegui me livrar dos meus remédios: Rivotril nunca mais! Não que eu tenha conseguido finalmente curar minhas ansiedades e insônia, mas apenas substituí-lo por outra diversão: ler, assistir TV e ficar navegando pela internet. Não é necessariamente uma troca saudável, mas é melhor do que ficar viciado quimicamente.

Os "Superfinos Apóstolos" diriam: Tire uma carta de pioneiro ou Vá servir no território isolado. Seria a solução? Eles que estão sendo demagogos demais ou seria eu que estou sendo um espiritual inexorável? Eu invejo quem consegue tomar decisões tão fáceis assim.

Que Jesus interceda por mim! Que Jeová perdoe os meus pecados!


Uma decisão já é certa. No final deste ano retorno para Salvador. Eu gosto muito daqui de Brasília - gosto mesmo! - criei um laço afetivo com esta cidade indescritível, mas acredito que preciso urgentemente de mudança de ares. O melhor seria seguir para São Paulo, uma nova vida, uma nova ambientação, mas ainda tenho medo de aventuras assim.

Se eu não passar no concurso da CAIXA, com certeza, melhor passar o resto dos meus dias com minha mãe e irmãs.

Bom final de semana a todos. Desejem isso pra mim também, por favor. E não me julguem só porque não "tirei uma carta de pioneiro e fui pro território isolado".



.

Um comentário:

  1. Porque será q passamos por isso mas nossas vidas? será q é normal msm (independente da idade) um dia ela ficar monotona, sem graça, sem nada de interessante???(não em assuntos espirituais! deixo claro) Se for assim quem já passou por isso poderia mostrar a solução. Esses dias estava e ainda estou pensando seriamente em mudar de cidade, mas eu na verdade não sei se lá tbm não vou ficar assim... Afinal talvez o problema esteja dentro de mim, né?
    Mas como diz um poema do Oswaldo Montenegro:
    " Que essa minha vontade de ir embora
    Se transforme na calma e na paz que eu mereço
    E que essa tensão que me corrói por dentro
    Seja um dia recompensada"
    >>> me visite... http://aosvinteanos.spaces.live.com/

    ResponderExcluir

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.