domingo, 9 de setembro de 2007

[ Meu trabalho ]


Sou Analista de Suporte de uma das 28 células que compõe o Call Center da Caixa Econômica Federal, que possui cerca de 1.312 operadores de help desk, responsáveis pelo atendimento à rede interna do banco em nível nacional. Prestamos suporte técnico, tecnológico, operacional e normativo sobre sistemas e produtos do banco aos funcionários, prestadores de serviço e estagiários das agências, lotéricos, correspondentes bancários e unidades de todo o Brasil.


Só pra se ter uma idéia: quando você vai ao banco abrir uma conta ou fazer outra coisa, o sistema trava ou o funcionário fica na dúvida do que fazer, é para nós que eles ligam. Se na Loteria disseram que o sistema está fora do ar, é nossa tecnologia que está correndo atrás para solucionar ou buscar os responsáveis. Potanto temos um trabalho muito importante na instituição bancária mais importante da população de baixa renda do país, cerca de 80% dos clientes da CEF.


O meu serviço é, entre outros, avaliar os sistemas, gerenciar as informações aos operadores reciclando-os com treinamentos, avaliar o atendimento prestado por eles. Além disso, precisamos manter a equipe sempre unida e motivá-los por meio de ações voltadas para este fim, que envolve dias temáticos, gincanas, premiações dos melhores do mês, e às vezes, até promoção de festas ou encontros off in loco com o fim de interagí-los junto com suas familias.


Minha célula cuida do Sistema de Cadastro dos clientes do banco, que alimenta todos os demais sistemas, e por isso, somos responsáveis pela abertura e gerenciamento de contas correntes, além do gerenciamento dos produtos de Capitalização, Previdência e Seguro vendidos pela CEF. Falando assim, parece que nosso serviço é importante. E é mesmo! É preciso muita atenção e conhecimento absoluto dos sistemas e normas do banco, pois uma informação errada, uma conta não aberta ou encerrada indevidamente, um dinheiro mal aplicado, pode gerar prejuízos financeiros ao cliente e à imagem do banco.


Além do meu trabalho, cuido do noticiário que possui uma edição mensal e sou mebro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Desta forma, posso dizer que vivo meu trabalho intensamente, mas só consigo faze-lo de forma saudável, porque gosto do que faço, e fazendo o que gostamos, não atrapalha em nossa vida particular. Ser reconhecido como um bom funcionário é dos requisitos que precisamos ter para não causar vitupério ao nosso Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.