terça-feira, 14 de agosto de 2007

[ Estudo de A Sentinela ]

Incrível como Jeová usa o Escravo para nos orientar todos os dias. Sempre pensamos que sabemos tudo, mas Jeová tem a forma certa de nos mostrar pontos de vista que parece que tudo é novidade. Este último estudo "Não retribua a ninguém mal por mal" nos trouxe à atenção duas coisas que não tinha parado para analisar:

1 - Odeie o mal, não somente as conseqüências - Todo mundo sabe disso, não é? Mas nessa revista fui entender mais plenamente quando no parágrafo 8 reza: Temos de odiar o próprio mal, não apenas as conseqüências dele. Muitos irmãos podem deixar de fazer algo apenas pelas consequencias, e não pelo erro em si. Por exemplo: muitos cristãos deixam de pecar somente por causa das conseqüências, como por exemplo, os efeitos da desassociação, ou pela consciência de ter feito algo errado, pelo vitupério que causaria à família ou à congregação. Mas isso só não basta, é preciso odiar o que é mau. Ah, mais isso todo mundo sabe. Nem sempre! Eu já vi comentários do tipo "Se eu não fosse Cristão, eu estaria fazendo isso ou aquilo". Este é um comentário típico de quem odeia as conseqüências, não a causa. É preciso odiar o que é iníquo, não somente o que a iniqüidade causa.

2 - Oração de Estevão - Eu sempre achei subjetiva a oração de Estevão pelos seus perseguidores, tipo, um exemplo de misericórdia e perdão que serviria de modelo para cada um de nós saber perdoar nossos inimigos. Mas a oração de Estevão tinha muito mais. Ele desejava realmente que aqueles perseguidores mais tarde se arrependessem. Eu nunca tinha parado para pensar, que na prática, a oração de Estevão surtiu efeito em Paulo. Mais tarde, Jeová ouviu as orações de Estevão por se permitir ver o coração de Saulo e descobrir que ele seria um ótimo apóstolo. Observe, que Jesus convocou Paulo quando este ainda era um "inimigo". Quantos daqueles romanos e judeus que colocaram Cristo na estaca, mais tarde se tornaram seus seguidores? Isso me lembra aquilo que escrevi há algumas semanas sobre a "arrogância".

O que existe de irmãos arrogantes.. tsc tsc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.