quarta-feira, 23 de maio de 2007

[ Prepare-se para ser enganado ]


"Vocês estão procurando o segredo, mas não vao encontrar.
Por que não estão realmente olhando. Não querem realmente saber.
Querem continuar a ser enganados"

+ O Grande Truque +





Estamos no final de mês, portanto, você não tem dinheiro mesmo, não tem onde sair, o jeito é alugar um filme para passar o final de semana em casa com a familia. Loque de uma só vez O Ilusionista e O Grande Truque e prepare-se para ser enganado, no melhor sentido, ou melhor; no maior e excepcional sentido. Os filmes são sobre mágicos e foram lançados no cinema na mesma época, dando a impressão de que são filmes rivais, mas na verdade foi apenas uma grande coincidência, pois embora ambos falem do mundo dos truques, são dois filmes totalmente diferentes.

O ILUSIONISTA é um filme de suspense, embora demore um pouco para engatar, quando começa, desperta a nossa curiosidade. Ensenheim (Edward Norton) é um famoso ilusionista de Viena que acaba despertando a inveja de um príncipe que passa a desejar mascará-lo em todas as peças. Certo de que as mágicas não passam de fraudes, Leopold vai ao show de Eisenheim disposto a desmascará-lo. Quando Sophie (Jessica Biel), noiva de Leopold, é chamada ao palco para participar de um número, ela reconhece em Eisenheim uma paixão juvenil. Eles iniciam um romance clandestino e o príncipe delega a um inspetor de polícia (Paul Giamatti, excelente como sempre) a missão de expôr a verdade por trás do trabalho do mágico. A coisa complica quando Sophie aparece morta; Ensenheim passa então a utilizar seus truques para poder desmascarar o Principe Leopold.

Em O GRANDE TRUQUE, é seguida outra linha. Hugh Jackman (o Wolverine de X-Man) e Christian Bale (de Batman Begins) são dois amigos de um mestre da mágica na Inglaterra do século XIX, (Michael Caine), mas depois de um acidente numa das apresentações onde a esposa de Hugh morre, eles acabam virando "rivais" e se transformam em grandes mágicos tentando vencer um ao outro com um grande truque. A coisa se complica quando numa das apresentações, Hugh morre e Bale é acusado de assassinado. O filme passa a mostrar como eles se tornaram os grandes mágicos e aonde a obsessão deles em vencer um ao outro passa a ser doentia e afetar as pessoas ao seu redor.

Ambos os filmes são de suspense com um final surpreendente. Porém "O Ilusionista" segue uma linha mais tradicional, mostrando um jovem apaixonado usando suas habilidades para desmascarar um assassinato. Uma das cenas do filme, ouvi dizer, foi até ridiculamente plagiada pela novela "O Profeta", mas nao se preocupem, pois não há nada de espiritismo no filme. Como o próprio nome diz, é ilusionismo puro, e se for esperto, talvez até mate a xarada antes do filme acabar.

Já "O Grande Truque" é um pouco mais complicado e você vai ter que usar o "Rev" do seu controle algumas vezes. A história é contada em três tempos (antes, depois e durante) e as cenas se entrelaçam sem aviso prévio e por isso é preciso prestar atenção para entender. Neste filme, dificilmente você conseguirá descobrir o final antes do tempo. O mais interessante é a ambiguidade dos personagens, pois durante todo o tempo você não consegue distinguir quem é o vilão e quem é o herói. Talvez até nem depois do filme. A história têm várias reviravoltas que não deixará você sonolento.

No entanto, os dois filmes fazem você concordar com a frase que transcrevi no inicio deste post. Às vezes a verdade esta ali o tempo todo; apenas gostamos de ser enganados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS. (1) Não tiro dúvidas sobre doutrinas cristãs (2) Não permito ofensas, palavrões ou termos vulgares. (3) Não é permitido proselitismo, apostasia, contudo, aceitamos bons argumentos.